Web:Rede de espionagem teria se infiltrado em 103 países

Pesquisadores canadenses, informaram a existência de uma rede de espionagemque teria se infiltrado em 1.295 computadores de 103 países. Eles incluiriam computadores de ministros das Relações Exteriores, de embaixadas e de pessoas ligadas ao Dalai Lama, líder espiritual do Tibete.

A conclusão dos pesquisadores canadenses foi divulgada após uma investigação de dez meses da organização Information Warfare Monitor (IWM) a pedido do Dalai Lama, para verificar se os computadores de sua rede haviam sido infiltrados e disseram não ter evidências de que o governo chinês esteja por trás da rede de espionagem. O governo chinês também nega estar envolvido.

Os pesquisadores concluíram que ministros das Relações Exteriores de Irã, Bangladesh, Letônia, Indonésia, Filipinas, Brunei, Barbardos e Butão haviam sido alvo da rede. Invasões também teriam sido descobertas em embaixadas de Índia, Coreia do Sul, Indonésia, Romênia, Chipre, Malta, Tailândia, Taiwan, Portugal, Alemanha e Paquistão. Os hackers eram capazes de tomar o controle de computadores pertencentes a esses locais usando programas conhecidos como malware, que permitem o acesso remoto ao computador infectado.

O programa instalado pela GhostNet permitia aos seus operadores controlar os computadores infectados para receber e enviar dados confidenciais e também eram capazes de ativar webcams e equipamentos de áudio para ver e ouvir o ambiente no qual o computador estava.

Segundo reportagem publicada pelo jornal The New York Times, a operação de espionagem revelada pelos pesquisadores canadenses é a maior já descoberta em termos de número de países afetados.

admin

Você e sua moto! Nós amamos motos!

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.