O Banco do Brasil reduziu em 4,47% os juros para o financiamento de motos.

O Banco do Brasil reduziu em 4,47% os juros para o financiamento de motos. A taxa caiu de 1,34%  para 1,28% ao mês.

Na Caixa Econômica Federal, a estratégia para incentivar a venda de motocicletas é a promoção Melhor de Moto Nova, em parceria com o Banco Panamericano, que dispensa a entrada e parcela em até 36 vezes. O financiamento é feito na própria concessionária.

O Panamericano possui 12% do mercado de financiamento de motos e espera fechar o ano com, no mínimo, 25%. O banco não divulgou qual é a taxa de juros do financiamento.

No financiamento do Banco do Brasil, que reduziu a taxa de juros, é preciso dar uma entrada de 30% para motos novas com mais de 250 cc (cilindradas) e  de 40% para motos com potência de 100 cc a 290 cc. O prazo máximo de financiamento pode chegar a 36 meses. Para motos usadas, o BB exige 50% de entrada e o prazo é de 24 meses, no máximo.

A Abraciclo, associação que representa os fabricantes de motos, espera um incremento de 3% nas vendas do trimestre com as novas regras.

Mesmo com o incentivo, as montadoras de motos estimam um prejuízo nas vendas em 2012. O setor deve fechar o ano com resultado 17% menor do que o de 2011. Em setembro, foram vendidas 129 mil motos. No mesmo mês de 2011, foram 177 mil. Os lojistas reclamam da dificuldade na aprovação das fichas de financiamento.

Related posts

Leave a Comment