Depois do apagão, vem aí o "caladão"

Depois do apagão vem ai o caladão. Mas um é bem diferente do outro. O primeiro pode ter sido causado por um fenômeno da natureza. O “caladão” parece que foi falta de investimento mesmo. Para evitar o problema uma comissão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) se reunirá em busca de soluções para evitar que o Brasil passe por um “caladão”. A palavra foi usada pelo próprio presidente da agência, Ronaldo Sardenberg, para se referir à possibilidade do sistema telefônico do país passar por uma pane semelhante à que gerou o apagão.

Segundo ele, há notícias reportando que a estrutura disponível para atender a telefonia fixa, celular e internet não está suportando a demanda e em breve o Brasil pode ficar mudo.

O presidente da Associação Brasileira de Concessionárias do Serviço Telefônico Fixo Comutado (Abrafix), José Fernandes Pauletti, descartou a possibilidade de haver um colapso do sistema de telecomunicações no Brasil. “Não há a menor hipótese”, afirmou Pauletti. De acordo com Pauletti, o serviço de telefonia fixa do país está estacionado em 40 milhões de usuários. Ele também não considera a hipótese de que o crescimento da demanda por banda larga móvel e celulares possa levar a um colapso.

Related posts

Leave a Comment