Cresce o número de PCs sem conexão com a web

Ano a ano cresce o volume de PCs sem qualquer conexão com a rede mundial, de acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira (26) pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).

Entre os entrevistados, 54% citaram o custo elevado como razão para não contratar algum tipo de conexão. Em 2008, a diferença entre lares com computador e residências com acesso à internet dobrou de 4 para 8 pontos percentuais. Dessa forma, 4 milhões de domicílios possuem hoje computador em casa, mas eles estão desconectados da internet, já que 28% das casas possuem PC, mas apenas 20% dispõem de alguma conexão com a web.

Enquanto não consegue pagar uma assinatura mensal de internet, o brasileiro utiliza cada vez mais as LAN houses, ou pontos públicos de acesso à Internet, onde paga preços baixos pelo tempo de conexão. Entre os entrevistados, 47% afirmaram utilizar o centro pago para se conectar, índice superior aos que acessam de casa, que foi de 43% em 2008.

O estudo também mostrou queda nas conexões feitas a partir do trabalho, de 26% em 2005 para 22% em 2008, o que pode ser um sinal das restrições das empresas ao acesso de funcionários. Os centros públicos gratuitos de internet, ou telecentros, criados por iniciativas de governo, ainda respondem por apenas 3% dos acessos, de acordo com a pesquisa.

De acordo com a pesquisa TIC Domicílios, que pelo quarto ano consecutivo mediu a adoção de tecnologia dentro dos lares, o uso do rádio tradicional vem caindo ano a ano, mas pode estar sendo substituído pelas emissoras online ou pelo acesso a estações pelo celular, segundo os organizadores do estudo.

Em 2005, por exemplo, 92% dos lares dispunham de aparelhos de rádio, índice que caiu para 87% em 2008. O total de lares com telefone fixo também caiu, de 54% em 2005 para 40% em 2008, enquanto o uso de celular saltou de 61% em 2005 para 76% dos domicílios no ano passado.

O computador portátil, ainda que represente uma fatia muito pequena dos lares, saltou de 1 para 3% do total entre 2005 e 2008. Já o computador de mesa estava em 17% dos lares há quatro anos e em 28% deles no ano passado.

admin

Você e sua moto! Nós amamos motos!

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *