BRICs têm baixos índices de inclusão digital, indica estudo. O Brasil é apontado como de "risco moderado" em relação ao acesso às TICs.

Apesar do grande crescimento econômico verificado nos últimos anos, os países que compõem o chamado Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) ainda apresentam níveis baixos de inclusão digital. O dado é do Digital Inclusion Index, compilado pela Maplecroft, uma lista que mensura os esforços dos países para ampliar o acesso a tecnologias de informação e comunicações (TICs), entre os quais usuários de telefonia móvel e banda larga, linhas fixas de telefonia e domicílios com computadores e televisores.

O index classifica a Índia, a pior colocada com 34 pontos, na categoria “risco extremo”, o que significa que sua população e economia estão sendo sufocadas pela falta de inclusão digital. O Brasil é apontado como de “risco moderado” em relação ao acesso às TICs. O país ficou em 110º lugar no ranking, que é composto de 186 países, em que quanto mais perto do fim da lista, melhor – os países que encabeçam o ranking são aqueles que mais necessitam ampliar o uso de tecnologias digitais.

Os países mais bem colocados foram Holanda, em 186º, Dinamarca, Luxemburgo, Suécia e Reino Unido. Os piores foram Níger, em 1º, Chade e Etiópia.

Related posts

Leave a Comment