"Anonymous": Mesmo tendo as contas banidas do Twitter e do Facebook eles continuam atuando.

(Foto: AP)

Segundo o portal Terra, as contas do grupo hacker “Anonymous” foram banidas do Twitter e do Facebook na noite desta quarta-feira. Os perfis eram usados para coordenar os ataques aos sites que apoiam a retaliação ao WikiLeaks, site que vazou mais de 250 mil documentos diplomáticos dos Estados Unidos desde novembro.

A conta no Twitter tinha mais de 22 mil seguidores ao ser bloqueada. O Facebook informou que a página foi suspensa por violação dos termos de uso. O Twitter disse ao jornal que não faz comentários sobre ações tomadas em contas específicas.

O grupo criou uma nova conta no microblog, @AnonOps. Nas postagens após o bloqueio dos perfis, o “Anounymus” afirma que luta pela “internet livre”. A Operação Payback, como vem sendo chamada, já tirou do ar os sites da Visa, MasterCard e PayPal, que cancelaram as doações ao WikiLeaks. O site do banco suíço PostFinance, que bloqueou a conta do WikiLeaks, também foi hackeada. As páginas da promotoria sueca, de onde saiu a ordem de prisão a Julian Assange, criador do site, e do advogado que defende as mulheres que acusam o australiano de crimes sexuais, também saíram do ar.

Related posts

Leave a Comment