Motociclismo 

Pires Barbearia é mais um point para motociclistas

logo Pires Barbearia (1)Os motociclistas de Fortaleza já contam com uma barbearia espacializada em fazer a cabeça dos motociclistas. Ele é o Pires. Motociclista e excentente barbeiro. Veja abaixo matéria do Diário do Nordeste sobre o nosso mais novo parceiro.

Facebook – https://www.facebook.com/francisco.pires.33234

 

 

 

DIÁRIO DO NORDESTE – Enxergando as oportunidades

Publicada em 05.02.2012

O capixaba Francisco Pires chegou à Av. Edilson Brasil Soárez em 2012 e só cresceu!!!!

por NATINHO RODRIGUES

Nos últimos anos, a Avenida Washington Soares se tornou um importante corredor comercial da Cidade. Agora, são as vias próximas que seguem a mesma tendência de desenvolvimento. É o caso da Avenida Edilson Brasil Soárez, no Edson Queiroz, que vem abrigando a chegada de diversos tipos de negócios.

Para o profissional autônomo Adriano Meireles, morador do bairro há 15 anos, as transformações da região têm sido marcadas pela rapidez e intensidade que ocorrem. “Quando cheguei aqui tinham poucas casas e muitos terrenos baldios sem cerca”, diz. Para ele, a participação de pequenos e médios empreendedores têm sido fundamental para o soerguimento daquela área.

“Isso se deve às pessoas inteligentes, que crescem com os bairros e fazem os bairros se expandirem. Essa é fórmula de pequenos empresários se tornarem grandes”, afirma Adriano, ressaltando, como exemplo desse tipo de inteligência para enxergar bons negócios, o cabeleireiro Francisco Pires. A prova de que não são apenas os cearenses que estão aproveitando a evolução dos bairros de Fortaleza.

Visão de negócios

Há cinco anos, o capixaba veio passear e dar aulas sobre corte de cabelo na terra natal da mãe. Gostou tanto que entregou nas mãos dos filhos um salão em Vitória (ES) para vir trabalhar no Ceará. Após ter fidelizado uma clientela feminina no bairro João XXIII, resolveu arriscar um negócio diferente: abrir uma barbearia. “Estou no mercado há 30 anos. Meu tio, que tem 21 barbearias em São Paulo, sempre me disse que eu botasse uma também, com um conceito diferenciado, mais moderno”, conta, enumerando as vantagens de focar esse tipo de público.

“É muito mais difícil o corte masculino do que o feminino. Por isso, há menos profissionais e menor concorrência no mercado. Além do mais, os homens mudaram. Estão se cuidando mais e são tão vaidosos quanto as mulheres. Fazem depilação, alisamento, tratamento anticaspas, redução de volume, alongamento capilar, higienização e unhas”, relata.

Para o cabeleireiro, a alteração comportamental do homem é uma das razões do sucesso da Pires Barbearia, que mal completou seis meses de inaugurada. “No dia que abri, atendi 12 pessoas. Sem propaganda, sem nada. Nos primeiros quatro meses, contabilizei 2.012 clientes. Em apenas um sábado foram 80 cortes”, revela, dizendo que jamais projetava algo parecido até porque no mesmo quarteirão há outros dois salões unissex. Um, aliás, é seu vizinho.

“Eu esperava 200 clientes por mês. Hoje, são 500. Tanto que já somos três pessoas cortando, com recepcionista e manicure. Neste mês, vamos duplicar o espaço para poder atender melhor”, antecipa, enquanto manuseia a tesoura, ofício que aprendeu ainda aos 12 anos de idade, quando já cortava os cabelos do pai e dos irmãos.

Estudo do bairro

Outra explicação para o que está dando certo, segundo ele, foi a própria aceitação dos moradores do bairro. “Fiz um estudo. Andei de ponta a ponta essa avenida. Não vi ninguém com essa proposta. Aqui, o cliente pode tomar uma cervejinha gelada, beber uma dose de whisky, enquanto espera a sua vez. Estou feliz com o bairro. Próximo ano, pretendo trazer meu filho para pôr outra barbearia”, prevê.

Image
Map of Pires Barbearia

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.