Minha Vida Numa Moto – Como montar um motoclube – Algumas dicas

Eu havia falado na minha última coluna que trataria sobre roupas, mas diante de tantos pedidos sobre como montar um motoclube e coisas afins, resolvi, junto com a equipe do Motonline, entrar logo com um especial sobre o tema MOTOCLUBES. Vamos conhecer um pouco mais sobre motoclubes e um pouco dessa incrível história e algumas surpresas. Vamos, lá?

10º Abraçando o Rio Grande (RS)

10º Abraçando o Rio Grande (RS)

É necessário ter vocação para andar em grupo. Há quem prefira andar só ou não ser ligado a nenhum grupo, mas existem aqueles que desejam andar em grupo e desfrutar das vantagens de fazer parte de um motoclube. Antes é bom deixar claro que é necessário ter vocação para andar em grupo. Há regras e temos que saber andar juntos. O espírito de solidariedade, comunidade e convivência são fundamentais para quem deseja vestir essa camisa. Alguns não se adaptam aos horários de saída e chegada, formação, esperar por alguém que se atrasou ou que teve problemas, enfim, deve entender que o problema de um pode ser de todos também. E, principalmente: ter muita paciência e bom humor.

O mesmo vale para as vantagens e elas são muitas. A primeira refere-se a segurança. Em grupo os riscos de você não ser visto ou de ser assaltado são bem menores. Outra vantagem está nos custos com hospedagem que caem consideravelmente e você ainda não tem o aborrecimento de ficar procurando hotel que aceite a sua moto no estacionamento. Comprar em grupo é também uma vantagem que os grupos de motociclistas possuem em relação a quem anda sozinho e claro, o espetáculo que é entrar numa cidade em grupo. As portas se abrem muito mais facilmente para um grupo do que para um motociclista solitário.

Continue lendo no Motonline

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.