World of Warcraft (WoW) está proibido na China

A decisão de proibir o jogo foi tomada na segunda-feira (2) pela Administração Geral de Imprensa e Publicações (GAPP, na sigla em inglês), que pediu à NetEase, empresa responsável por operar o WoW no gigante asiático, a suspender sua atividades em relação ao software sob ameaça de punições. Mas, o Ministério da Cultura chinês disse nesta terça-feira (3) que não compete à GAPP tomar este tipo de decisão.

Polêmicas relativas às competências de cada órgão do governo são pouco comuns na China, um país onde raramente há espaço para opiniões contrárias. Para complicar ainda mais o assunto, a NetEase – uma das companhias mais importantes do setor do entretenimento online na China – divulgou uma nota na qual nega ter recebido qualquer comunicado oficial a respeito da proibição do jogo. “Até a presente data, nem a NetEase, nem a Xangai NetEase (filial da primeira) receberam alguma notificação da GAPP”, diz o texto da companhia.

O chefe do departamento de mercados culturais do ministério, Li Xiong, disse que a GAPP ” não tem nenhum direito de autorizar a NetEase a interromper a operação do Burning Crusade, a última versão da saga World of Warcraft” .

Agências internacionais/Efe

AZ

Related posts

Leave a Comment