TCU autoriza continuar processo de compra do note popular

O Tribunal de Contas da União (TCU) autorizou a continuação do processo para a escolha de 150 mil notebooks populares, que serão adotados em 300 escolas públicas como parte do projeto Um Computador por Aluno (UCA).

O pregão do dia 17 de dezembro de 2008 teve a empresa Comsat como vencedora, com o portátil Mobilis. A representante da companhia indiana Encore venceu com a oferta de 150 mil computadores por R$ 82,55 milhões, ou R$ 553 por unidade. Esse valor inclui entrega nas escolas, imposto, garantia, manutenção e configuração.

Entre as supostas irregularidades que levaram à interrupção do processo, estavam “a impossibilidade de se verificar que a licitante detém infra-estrutura para realização da manutenção”, “ausência de indicação, no edital, da velocidade do processador” e “falhas nas especificações dos testes de duração da bateria e de impacto dinâmico”.

Especificações técnicas:

Mínimo, 512 MB de memória RAM, tela LCD a partir de sete polegadas, duas portas USB, memória flash com pelo menos 1 GB (livre, depois da instalação do sistema operacional e todos seus aplicativos), teclado protegido contra derramamento de líquidos, tecnologia de acesso sem fio à internet, certificação da Anatel, câmera de vídeo integrada e peso máximo de 1,5 kg já com a bateria instalada.

Além disso, o sistema operacional da máquina deve ser baseado em software livre e de código aberto, em português e possuir “interface gráfica e amigável”. O prazo de garantia, tanto de hardware quanto para software, deve ser de doze meses.

admin

Você e sua moto! Nós amamos motos!

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.