Que cuidados ter com o LinkedIn

Nada de bate-papo... Uso profissional

A rede de relacionamentos profissionais LinkedIn conta com mais de 85 milhões de integrantes em cerca de 200 países (dados de dezembro de 2010). Tamanha dimensão deve vir acompanha de cuidados com segurança e privacidade nas mesmas proporções.

Veja algumas medidas básicas e fáceis de seguir que podem evitar dores de cabeça e vexames diante de profissionais da sua área:

1. O primeiro passo é verificar como está configurada sua conta no quesito privacidade. Clique em Configurações no menu que aparece quando você clica no seu nome, no canto superior direito da página principal. Na seção Perfil público, você pode definir se deseja ter um perfil divulgado na internet e quais informações deseja tornar públicas.

2. Na seção Configurações de privacidade, você pode autorizar ou não o recebimento de pedidos para participar de pesquisas relacionadas ao seu campo profissional.

3. Você também pode controlar se seus contatos são autorizados ou não a visualizar as pessoas às quais você está conectado. No entanto, seus contatos sempre poderão visualizar as conexões compartilhadas entre vocês.

4. Se você costuma visitar perfis de outros profissionais, pode dizer ao LinkedIn o modo como essas pessoas ficarão sabendo da sua visita: sabendo do seu nome e do seu título; das suas características anônimas do seu perfil, como setor e cargo; ou ainda de forma invisível.

5. O LinkedIn também permite que você notifique automaticamente ou não as alterações significativas que fizer em seu perfil, suas novas conexões ou recomendações.

6. Os usuários do LinkedIn recomendados como prestadores de serviços podem optar por serem relacionados no Diretório de prestadores de serviços.

7. O LinkedIn também mantém uma lista para você gerenciar ou mesmo remover aplicações usadas por você em conexão com o site de relacionamento.

8. No final de 2009, LinkedIn e Twitter anunciaram uma parceria para que mensagens publicadas no Twitter fossem divulgadas no perfil LinkedIn. Embora possa ser útil, essa facilidade deve ser usada com cuidado, pois nem tudo o que você fala no Twitter tem cunho profissional e pode até denegrir sua imagem quando dito fora de contexto.

9. Spammers e cibercriminosos costumam usar sites renomados como o LinkedIn para disparar suas ações carregadas de conteúdo nocivo. Por isso, não clique em links nem abra arquivos anexos que cheguem de desconhecidos na sua caixa postal do LinkedIn.

10. Para fazer o backup das suas conexões no LinkedIn, faça o login na sua conta LinkedIn e, no menu superior, clique em Contatos. Na parte inferior da lista, clique no item Exportar Conexões e selecione o tipo de arquivo no qual você gostaria de gravas as informações.

admin

Você e sua moto! Nós amamos motos!

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *