Quando Lula chorou…

Costumo dizer que sorte é quando a preparação encontra a oportunidade. A frase não é minha, mas adotei como minha filosofia pessoal. Se você se prepara para uma luta e espera o momento certo, que chamo de oportunidade, ela aparece. Não posso negar que o fato do Brasil vir a sediar a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016 me emocionaram. Sim, me emocionaram como um brasileiro apaixonado por este país, pelo nosso povo lindo e maravilhoso, pela nossa competência criativa de superar dificuldades. Tudo isso me deu um ‘nó na garganta’ e ‘marejou’ meus olhos que chegaram a ‘nadar’ nas bordas das minhas pálpebras, na iminência de escorrer pela face.

O presidente Lula tem sorte. Muita sorte! Mas o Brasil conquistou, com estas escolhas mundiais, um passaporte de quase uma década de crescimento. Este salto não se dará sem o crescimento do mercado de tecnologia. Este ‘PAC tecnológico mundial’ vai criar muitos empregos e trará ao Brasil as melhores soluções tecnológicas que antes eram privilégio de poucos países.

É inegável o crescimento dos países que receberam apenas as Olimpíadas. Imaginemos nós o que poderemos crescer com a chegada dos dois maiores eventos esportivos mundiais? O Brasil ganha com a Copa do Mundo e, o Rio de Janeiro, terá, inevitavelmente, a sua ‘ressurreição’ com as Olimpíadas. Antes, muitas obras terão que ‘rolar’ por debaixo destas pontes. A primeira delas será a renovação deste Congresso Nacional que apenas defende os seus interesses escusos. Feito isso, as coisas começarão a melhorar.

Muito dinheiro aportará por aqui. Muito terá que mudar. As nossas operadoras terão que deixar de roer o osso de seus clientes e pensar em oferecer um serviço de primeiro mundo. O governo terá que respeitar calendários e se sujeitar a fiscalização, não mais apenas dos brasileiros, mas do Mundo.

Tecnologia será a palavra de ordem. Imagino quantas notícias daremos aqui no Fórum PCs e as coberturas especiais a respeito de toda a tecnologia que será apresentada em grande estréia ao mundo a partir daqui. De meros espectadores, nós seremos os protagonistas. Hospitalidade temos de sobra. Problemas, também. Teremos picaretas, CPIs, superfaturamento, corrupção e coisas semelhantes. Mas a gente sabe lidar com isso a ponto de saber como evitá-las. O Brasil terá os 7 anos de vacas gordas que José havia previsto para o Egito. No livro do Gênesis, na Bíblia (40:15 a 36), é relatada a história de como José, filho predileto do patriarca Jacó e de Raquel, e prisioneiro de Putifar, favorito do faraó e general dos exércitos, interpretou um sonho que inquietava o soberano egípcio. O que se espera é que esta pujança não se acabe findando na profecia das vacas magras.

Vai ser difícil, mas vai ser bonito de fazer! As novas tecnologias do mundo sairão daqui e pela primeira vez na vida, o “Projeto Natal” será feito por brasileiros, no Brasil. Depois das Olimpíadas e antes a Copa do Mundo, o Brasil ficará com todo o espólio tecnológico em suas mãos. Em mais sete anos, uma nova geração de brasileiros criativos sairá das fraldas e da adolescência e estará fazendo acontecer. A minha visão é que em sete anos ( e alguns bilhões de dólares depois) seremos um novo Brasil, um país bem próximo daquilo que cada um de nós sonhou para nós, para nossos filhos e para nossos netos. Acredito eu que, com a sorte que tenho, estarei vivendo isto de perto. Quem sabe talvez no Rio de Janeiro, pois a minha sanha por novidade, por desafios é tamanha que nada consegue matar a minha idéia de entender e saber sobre o que de melhor o futuro nos reserva.

Não é difícil entender por que Lula chorou. Talvez ele tenha visto, ao final do seu esforço, como garoto-propaganda do Brasil, tudo o que este país poderá vir a ganhar. O Lula não será mais presidente e pode até ser que o próximo presidente seja alguém da oposição, mas independente de quem o seja, a responsabilidade de continuar com estes projetos será gigantesca. Se o Lula tivesse comprado o ‘AeroLula’ com a promessa de trazer a Copa do Mundo e as Olimpíadas, já estaria pago pelos dois resultados obtidos. Nas duas conquistas, o nosso Rei-Pelé, foi apenas um coadjuvante de ouro diante dos holofotes despejados no presidente do Brasil. Lá fora ele é respeitado, aqui é polêmico e questionável por atitudes e até pela falta delas. Mas o Brasil ganhou com isso. Talvez esta tenha sido a maior de todas as conquistas do seu governo. Ao sair, Lula deixa um PAC pronto. Um Programa de Acelereação do Crescimento de foro mundial que estará de olho no Brasil.

Vamos imaginar. A transferência de tecnologia será enorme e os benefícios fiscais terão que obrigatoriamente acontecer para que o que existe de melhor da tecnologia possa aportar por aqui. A web não será mais a mesma, por que não seria mesmo. A telefonia e os transportes também não. A malha viária vai mudar e a chave para tudo isso será a disseminação de todo o conhecimento que vai chegar por aqui. Será uma época de oportunidades e de profundas mudanças. Muitos paradigmas serão quebrados e o melhor de tudo: mente aberta, faro-fino e senso de oportunidade e não de oportunismo serão a chave para este novo tempo a ser vivido por nós brasileiros.

A Copa do Mundo e as Olimpíadas resolverão todos os nossos problemas? NÃO! Mas serão a ponte para que uma nova cara formate o Brasil como uma nação pacífica que recebe a todos e que defende a liberdade acima de tudo. Seremos felizes? Talvez, se quisermos e fizermos por onde.

Torço, sinceramente, que a força da competência, da tecnologia, da nossa juventude e criatividade esmague a incompetência e a canalhice que enlameiam a melhor parte deste Brasil. E foi por esta ‘melhor parte’ que o Comitê Olímpico e a FIFA nos escolheram.

Amigos me perdoem pela empolgação, a felicidade, a soberba e mais ainda, pelo orgulho de ser brasileiro. Não me importa quem seja o presidente. Importa-me apenas que este país seja, como já o é, o melhor lugar do mundo para se morar e viver, mesmo com seus problemas.

Onde moro, já falei aqui, é um lugar mágico que reflete um pouco daquilo que desejo para nosso país. Entre as casas não há muros e as crianças correm soltas e livres. Trocamos xícaras de açúcar, escutamos o dia-a-dia dos vizinhos que também escutam o nosso. Cuidamos uns dos outros e repartimos vinho, cerveja; degustamos queijos, carnes, buchadas de bode, panelada; dividimos a internet, caronas para a escola das crianças e temos solidariedade. Um pequeno espaço cosmopolita. Consertamos nossos carros, motos, casas e computadores. Partilhamos jogos nossas alegrias e tristezas. Escutamos as mães chamarem por seus filhos, aos berros, e vemos eles atenderem as carreiras. E o melhor: uma parte considerável de nós todos é de estrangeiros que nos seus países nem sempre se entendem bem, mas que aqui não têm espaço para lamentar diferenças, apenas para comemorar.Costumamos dizer aqui que “não mexam com os vizinhos!” Isso é o Brasil! Um país incrível, de gente maravilhosa. Ser brasileiro, não é ter nascido aqui; é ter um estado de espírito brasileiro.Cada um que aqui chega trás o melhor e deixa para trás o que não querem mais lembrar ou reviver.

O Fórum PCs é voltado para tecnologia, mas o que não é tecnologia hoje? Somos bits e bytes montados sob a forma de cromossomos batizados com DNA único. Somos nós, usuários deste Fórum que, nada mais é do que um espelho da Criação, na sua mais esfuziante e, ao mesmo tempo, humilde floração constante de idéias.

O Fórum PCs tem a cara deste novo Brasil que vai surgir ao final destes sete anos e, esta transformação, vai passar por aqui. Nós colunistas, redatores, moderadores, usuários somos colocados à prova a cada ‘post’, a cada linha onde o pensamento se despe na forma de opinião. É muita coragem de todos que fazemos, deste espaço, uma democracia tecnológica, que também tem regras, um lugar onde cerca de mais de três milhões de brasileiros geniais deixam aqui suas impressões, opiniões, protestos e, por que não, elogios.

Por todas estas coisas consigo entender por que Lula chorou. Afinal de contas, apesar de presidente, ele é e será um brasileiro. Ser presidente é um cargo, uma função ou missão. Mas ser brasileiro é um estado de espírito. Agora é uma questão de tempo, paciência, perseverança e fé em Deus, pois a parte Dele, Ele já fez. Afinal, se Deus não fosse brasileiro, não seria Deus e este país, não seria um lugar abençoado por Ele e bonito por natureza.

Como diz o nosso hino, “verás que um filho teu não foge à luta!” E por que não dizer:”Dos filhos deste solo és mãe gentil! Pátria amada, Brasil!” Que venha a Copa do Mundo! Que venham as Olimpíadas! O mundo definitivamente vai conhecer o Brasil, conhecerá os brasileiros e vai descobrir por que Lula chorou.

P.S. Eu também estou no Twitter:

admin

Você e sua moto! Nós amamos motos!

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *