Professor implanta câmera na cabeça para mostrar o que deixamos para trás.

... é cada uma...

O artista de origem iraquiana radicado em Nova York, Wafaa Bilal, que se submeteu a uma cirurgia para implantar uma câmera na região posterior da cabeça como parte de seu mais recente projeto, “The 3rd I” (O Terceiro Olho), que será exposto no Museu Árabe de Arte Moderna do Catar.

O iraquiano criou o site www.3rdi.me, pelo qual é possível acompanhar a contagem regressiva até 15 de dezembro, dia em que a exposição será aberta para o público no museu catariano. O dispositivo, de cinco centímetros de diâmetro, enviará a cada minuto e durante as 24 horas do dia as imagens captadas, que serão emitidas por monitores do museu em tempo real.

A obra de arte originou uma discussão no campus da Universidade de Nova York (NYU), onde Wafaa é professor de fotografia e imagem, depois que alguns estudantes expressaram que poderia violar a privacidade na sala de aula.

Este projeto não é sua primeira obra a gerar polêmica. Em “The Night of Bush Capturing: Virtual Jihadi” (A Noite da Captura de Bush: Jihadista Virtual), o artista era protagonista de um videogame no qual se transformava em terrorista suicida à caça do ex-presidente americano George W. Bush.

Além disso, “The 3rd I” também não é a primeira vez que ele submete seu corpo a uma transformação em prol de um projeto. Em um de seus últimos trabalhos, intitulado “…and counting” (…e segue contando), Wafaa tatuou nas costas um mapa do Iraque coberto por pontos vermelhos que simbolizavam os iraquianos e os americanos mortos na guerra nesse país

Related posts

Leave a Comment