Presidente da Telefônica acusado de fraude

O presidente da Telefónica terá que dar explicações à justiça espanhola na semana que vem sob a acusação de ter usado informações privilegiadas para ganhar dinheiro na época queera diretor da empresa de cigarros Tabacalera.

Os promotores estão pedindo prisão de quatro anos e meio para Cesar Alierta e de quatro anos para seu sobrinho, Luis Javier Placer, que também é acusado, de acordo com comunicado judicial.

Ambos os executivos, que já negaram as acusações anteriormente, são acusados de terem conseguido 1,86 milhão de euros (2,52 milhões de dólares) na compra de ações da Tabacalera em 1997.

Em 2005, as acusações contra Alierta foram novamente arquivadas pela Justiça, que decidiu que muito tempo já havia se passado, mas uma corte em Madri pediu que o caso fosse reaberto.

admin

Você e sua moto! Nós amamos motos!

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *