Presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo é afastado do cargo

O presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), Alexandre Caravana Guelman, foi afastado do cargo nesta segunda-feira (23) após a realização de uma auditoria nas finanças da entidade, é o que informa o jornalista Rodrigo Mattar, do SporTV. 

De acordo com Mattar, as contas de 2010 da CBM já haviam sido reprovadas e diversas federações solicitaram uma auditoria nas finanças. O documento, além de apontar divergências no que a confederação informara, pediu o afastamento de Guelman.

Pedido, este, que foi acatado por uma assembleia geral extraordinária com a presença dos presidentes de 24 das 25 federações filiadas. No final, 14 federações votaram a favor do afastamento e outras nove se abstiveram. Enquanto o presidente estiver fora do cargo, assume o vice, Francisco de Assis Aquino Silva.

Ainda segundo o jornalista, a gestão Guelman era repleta de críticas, e o escândalo e afastamento ocorrem apenas um dia depois da etapa brasileira do Mundial de Motocross

Related posts

Leave a Comment