Pesquisa alerta que executivos estão dormindo 20% menos

Se você é daqueles que troca o dia pela noite, que dorme pouco ou tem grande dificuldade para dormir, é bom conhecer a pesquisa realizada pela Philips sobre sono e qualidade de vida.

A pesquisa divulgada pela Royal Philips Electronics (19/05) demonstra que o gerente médio está dormindo 19% menos do que a quantidade recomendada de oito horas por noite. A pesquisa, conduzida em cinco países, demonstrou que 40% dos pesquisados acusam o estado da economia mundial como a maior razão para sua falta de sono.

A maioria dos pesquisados (61%) relata ter tido impacto negativo no trabalho devido à falta de sono. Em média, cada um deles estimou 6,2 dias por ano afetados por sono inadequado – o que custa milhões às empresas em todo o mundo. No Reino Unido, por exemplo, 6,7 dias por ano são afetados por falta de sono e as empresas estão perdendo aproximadamente £850 em produtividade por gerente, por ano. Com 4,3 milhões de gerentes no Reino Unido, o custo para a economia pode chegar até £3,63 bilhões ao ano.

A pesquisa também verificou que enquanto 96% dos gerentes reconhecem que o sono inadequado pode afetar a saúde de uma pessoa gravemente, somente 29% questionam seus padrões problemáticos de sono. Daqueles que o fazem, somente 27% buscam ajuda profissional de um médico, sendo que a maioria simplesmente conversa sobre seus problemas com a família e os amigos.

A pesquisa foi realizada durante o mês de março de 2009 e foram pesquisados 2.500 gerentes – igualmente distribuídos entre o Reino Unido, Alemanha, EUA, Japão e Países Baixos – por meio de questionário online. A Philips determinou a pesquisa a fim de obter uma indicação sobre os hábitos de sono das pessoas e sua consciência a respeito do impacto do sono sobre a saúde e a qualidade de vida.

Para saber mais sobre a pesquisa visite o site www.philips.com/newscenter (Em inglês)

admin

Você e sua moto! Nós amamos motos!

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *