KTM Duke 125. Desenhada na Áustria e produzida na Índia.

A KTM juntou-se em 2011 ao mercado que fomenta a procura de motos 125 com potência até 15 cavalos (11 KW). E o que saiu foi a KTM Duke 125. Desenhada na Áustria e produzida na Índia será o tema deste artigo.

KTM DUKE 125
A moto tem recebido muito boas críticas. Encaixa perfeitamente em qualquer adolescente de 17 anos mas é muito mais do que isso. É para quem procura economia, qualidade de construção e o ADN desportivo da KTM, em qualquer idade.
O motor é um monocilíndrico DOHC refrigerado a líquido, à semelhança de outras motos desta categoria como a YZF-R 125, 15 cavalos, chegando aos 60 km/h com facilidade e atingindo os 125 km/h em reta. E tal como a Yamaha merecia mais uns cavalinhos. Em performance (a nível de motor) não foge muito ao que é habitual para uma 125 a 4 tempos de 15 cavalos, mas é importante não esquecer que o propósito é precisamente cumprir o limite de potência de 11Kw estabelecido por algumas habilitações legais, cujo segmento até então a KTM não tinha preenchido.

Aparenta estar muito bem construída com características de interesse como suspensão invertida, freio dianteiro de 4 pistões com uma excelente resposta e o fato de todas as luzes serem LEDs.

Light and fast - take 2
Para além disso tem um aspecto de moto de grande cilindrada devido à sua ergonomia e ao pneu de medida 150 atrás, mas não deixa de ser leve (pesando 125 Kg sem combustível) o que em conjunto com a posição de condução a torna muito ágil e fácil de conduzir, quer no dia-a-dia em cidade quer em curvas mais exigentes.
O painel de instrumentos é muito atraente esteticamente com luz de fundo laranja e com uma mensagem de boas-vindas que lança logo um frenesi a quem a vai conduzir: “READY TO RACE”.
 Light and fast

Para os interessados a KTM dispõe ainda de várias Power Parts para tornar o visual da moto ainda mais agressivo.

Related posts

Leave a Comment