DESTAQUES Motociclismo 

José Duarte mostra constância em Cascavel e soma pontos importantes na GPR 250

Após ter sido sexto em Curitiba, o piloto cearense sobre de produção e termina prova de Cascavel em quarto
Após ter sido sexto em Curitiba, o piloto cearense sobre de produção e termina prova de Cascavel em quarto

segunda etapa Campeonato Brasileiro de Motovelocidade o Moto 1000 GP foi disputada na manhã deste domingo (31), no Autódromo Zilmar Beux, na cidade paranaense de Cascavel.

Na prova, vencida pelo piloto Brian David, do Team Estrella Galicia 0,0,  o  cearense José Duarte (Blinclass/Shark), também da equipe capitaneada pelo ex-piloto Alexandre Barros,  ídolo da garotada da categoria GPR 250, esteve durante todas as 12 voltas entre os quatro mais bem colocados, chegou a marcar a melhor volta da prova, na segunda volta, e conseguiu terminar a corrida mais bem colocado que na primeira etapa do ano.

Depois de um sexto em Curitiba, Duarte  concluiu a etapa cascavelense em quarto, mostra evolução e soma agora 23 pontos, ocupando a quinta colocação na classificação-geral da categoria GPR 250.

Largando da terceira colocação, e tendo feito o terceiro tempo no warm up, o piloto da moto 97 ambicionava o pódio, mas na última volta acabou perdendo um pouco o ritmo e não conseguiu a aproximação necessária para dar o bote na última curva, como havia planejado, em tática semelhante à de Brian, que tomou a ponta na saída da última curva e cruzou a linha de chegada com uma vantagem de  0.076s para o segundo colocado, Tom Kawakami. José Duarte ficou a e 0.623s atrás do terceiro colocado, o paulista Meikon Kawakami.

Contente, mas não plenamente, José Duarte enxerga o lado positivo e já começa a focar na próxima etapa do campeonato, que será disputada  dia 28 de junho, em Goiânia.

“Fazendo uma análise fria dos números eu vejo que evoluí neste fim de semana, andei junto dos três primeiros, mas não consegui o que tinha planejado. Não posso ficar totalmente satisfeito até conseguir minha primeira vitória, que vou buscar em Goiânia. Lá é uma pista muito técnica e eu também gosto de seu traçado. Espero andar forte. Cascavel está em “off” e o botão do “on” já está no “modo Goiânia”, até lá é treinar mais, e mais, e mais”, afirmou o competidor que tem o patrocínio da Shark Capacetes e da Blinclass.

José Duarte lembra ainda da importância de pontuar neste domingo (31). “O campeonato ainda tem mais seis etapas. Por enquanto sou o quinto, a um ponto do quarto. Até o encerramento da temporada temos muitos pontos para conquistar”, concluiu.

Acompanhe a classificação final da segunda etapa do Moto 1000 GP na categoria GPR 250:

1° (35) B.David (MS)
2° (06) T.Kawakami (SP)  a 0.076s do primeiro colocado
3° (01) M.Kawakami (SP) a 0.616s do primeiro colocado e  0.540s do segundo colocado
4° (97) J. Duarte (CE) a 1.239s do primeiro colocado e 0.623s do terceiro colocado
5° (28) R. Traldi (SP) a 42.451s do primeiro colocado e 41.212s do quarto colocado
6° (21) H.Pereira (RS) a 42.592s do primeiro colocado e 0.141s do quinto colocado
7° (82) N. Ramos (SP) a 1:07.105s do primeiro colocado e 24.513s do sexto colocado
8° (30) F. Goncalves (PR) a 1:26.100s do primeiro colocado e 18.995s do sétimo colocado
9° (20) D.Nascimento (SP) a uma volta do primeiro colocado
10° (17) G. Gil (SP) a uma volta do primeiro colocado
11° (19) G. Brito (SP) Não completou a prova
12° (18) M.Fernandes (PR) Não completou a prova

Related posts

Leave a Comment