Intel: Inovação tecnológica é o remédio para sair da crise

Apesar de uma das piores recessões da história, os americanos demonstram cada vez mais fé na inovação tecnológica como um mecanismo de crescimento econômico, mas são afligidos por dúvidas sobre a capacidade da nação para manter a sua liderança mundial. Essas estão entre as principais descobertas de um relatório publicado pela Intel Corporation e Newsweek, e detalhado na revista Newsweek, já disponível nas bancas de jornal.

Segundo o relatório três entre cada quatro americanos dizem que a “inovação tecnológica” é mais importante do que nunca. Cerca de 61 por cento dos americanos acreditam que a recessão afetou a habilidade de inovar das empresas norte-americanas e os europeus acreditam fortemente que a inovação tecnológica melhorou a qualidade de vida e a economia, ainda que apenas 14 por cento prefiram liderar essa área no futuro. Porém, cerca de63 por cento dos chineses acreditam que a China ultrapassará os Estados Unidos em inovação tecnológica ao longo dos próximos 30 anos.

Enquanto a maioria global diz que a crise econômica feriu a habilidade de inovação dos Estados Unidos, a opinião principal em toda a nação é que a inovação tecnológica é fundamental para o futuro sucesso econômico da América. Nos Estados Unidos, praticamente metade dos americanos disse que a recessão resultou em um aumento na dependência da inovação tecnológica; três entre cada quatro americanos disseram que a inovação tecnológica será “mais importante” durante os próximos 30 anos.

A pesquisa foi realizada online entre os dias 28 de setembro de 13 de outubro na China, Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos pela Penn, Schoen & Berland Associates a pedido da Newsweek, e da Intel. Os participantes da pesquisa incluíram 4800 adultos, com idade igual ou superior a 18 anos, nos quatro países. As entrevistas foram conduzidas com membros da população geral e entre executivos.

Related posts

Leave a Comment