Fraude contábil nas operações da Epson no Brasil e México

Fraude contábil nas operações da Epson no Brasil e México

A Seiko Epson Corporation anunciou os resultados de uma investigação interna que apontou que executivos maquiaram resultados da subsidiária brasileira em 42 milhões de dólares desde 2000.

Após perceberem o erro nos balanços da companhia, três funcionários da Epson Brasil inventaram números “para proteger suas posições”. O lucro além do registrado é resultado de manipulações nos balanços durante oito anos fiscais, incluindo o atual.

A empresa descobriu também descobriu outra fraude financeira na sua subsidiária mexicana. Lá, um funcionário maquiou balanços durante quatro anos, acrescentando 4,1 milhões de dólares além do lucro efetivamente registrado.

A companhia culpa a falta de interesse das administrações e a fragilidade dos processos que permitiram as fraudes e a manipulação de dados.

Para acalmar seus acionistas, a Epson afirmou que implementará políticas mais rígidas para elaboração de balanços financeiros.

A investigação interna da Seiko Epson Corporation foi liderada pelo próprio presidente da empresa, Minoru Usui, e usou, além da revisão dos balanços financeiros por consultorias, visitas às filiais envolvidas.

admin

Você e sua moto! Nós amamos motos!

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *