Facebook exclui página da Ku Klux Klan

“Keep the Isle of Man white and free from foreigners” (Mantenha a Ilha de Man branca e livre dos estrangeiros). Esta era a frase título da página da Ku Klux Klanque foi retirada do ar pelo Facebook. Nela cerca de cem estudantes do segundo grau, na Ilha de Man, no Reino Unido, divulgavam suas mensagens racistas no Facebook. Os jovens escreviam mensagens contra a miscigenação. Foram 40 mensagens até a comunidade fechar as portas.

Na descrição do espaço, o autor da comunidade postou, em inglês, entre gírias e palavras de baixo calão: “Há muitos não-britânicos na Ilha. Eles estão pegando todos os empregos, casas e a maioria deles estão tirando vantagem de nossa Ilha. Junte-se a nós”.Aderiram ao grupo virtual estudantes de seis escolas da região. Um dos diretores de uma delas, a de Ballakermeen High School, denunciou a comunidade aos administradores do Facebook. Ao conversar com os alunos que faziam parte do grupo, notou que não havia má intenção na maioria deles, apenas má informação sobre a gravidade do que estavam fazendo.

O educador descobriu que a maioria fazia parte do grupo por sarcasmo, pois seus pais eram, pelo menos, uma pessoa não-britânica.Os usuários que estavam inscritos na página excluída, apesar do que foi feito, continuam fazendo parte da rede social. Até agora nenhuma outra punição foi anunciada.

admin

Você e sua moto! Nós amamos motos!

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.