Estudo holandês aponta que as redes Wi-Fi deterioram as plantas nas grandes cidades

Redes Wi-Fi deterioram as plantas nas grandes cidades

A pesquisa que foi encomendada pelo município de Alphen aan den Rijn  foi conduzida pela Universidadde de Wageningen. O objetivo era saber se as fontes de radiação eletromagnética, antenas, pode de alguma forma deteriorar a saúde das plantas e chegou a conclusão que é sim prejudicial às árvores, podendo  causar variações importantes no crescimento como também sangramentos e fissuras na casca.

Estudo foi realizado por um grupo de instituições holandesas e indicou a relação entre a radiação das redes Wi-Fi e a deteorização de plantas nas grandes cidades.

O problema

Nos meios urbanos já haviam sido notados problemas no crescimento e desenvolvimento das plantas. Nos últimos anos as plantas surgiram com problemas como rachaduras, inchaços, mudança nas cores e algumas formas de necrose. Após descartada a hipótese de fenômenos naturais iniciou-se a pesquisa para descobrir o real motivo dos acontecimentos.

A pesquisa

Para a pesquisa, foram selecionadas amostras de plantas que sofreram por mais de três meses seis fontes de radiação, com freqüências  que variaram de 2412-2472 MHz e uma potência de 100 mW EIRP, estas, localizadas apenas 50 cm de distância. Depois de alguns meses, as folhas das plantas que estavam frente a fonte de radiação mostraram uma descoloração que parece resultado do desaparecimento das células da camada externa das folhas, tinha uma aparência brilhante metalizada.

Os pesquisadores que perceberam os efeitos da radiação nas plantas, declararam que é preciso continuar os estudos para definir as conseqüências dos efeitos em um período mais longo.

admin

Você e sua moto! Nós amamos motos!

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *