Engenheiro Chefe do Skype pede demissão

Há pouco mais de um mês como chefe de desenvolvimento em Skype, Madhu Yarlagadda deixou a empresa alegando “motivos pessoais”, segundo afirmou um porta-voz da companhia na quarta-feira(18) ao The New York Times. Antes de entrar para o Skype,  Yarlagadda trabalhou no Yahoo  como vice-presidente de engenharia em vários produtos, incluindo as páginas da empresa no mundo inteiro. Além disso, o ex-chefe de engenharia da Skype  possui um currículo com de  22 anos de experiência em tecnologias de ponta .  O que gerou a demissão de Yarlagadda pode ter sido um ataque que sofrera, de forma anônima, no mês passado, na seção de comentários no TechCrunch sobre sua transferência para o Skype. Os comentários chamaram a atenção dos executivos da Skype, que, segundo uma fonte que preferiu não se identificar ao NYT, “ ficaram preocupados com a sua nova contratação”.

[photoframe folder=wp-content/blogs.dir/38/files/dell-e-hp-1998034213 filename='skype_logo.png' size=large desc='HP e Dell também tem problemas' align=center]

HP e DELL –  problemas semelhantes

A HP passou as duas últimas semanas respondendo a perguntas sobre a demissão abrupta de seu chefe executivo, Mark Hurd. A diretoria da empresa pediu Hurd demitir-se depois de uma investigação sobre uma denúncia de assédio sexual feita à HP contra ele.  O conselho da HP não encontrou nenhuma evidência de assédio sexual, mas a Comissão concluiu que a relação pessoal de Hurd com a pessoa citada como centro do escândalo, era “um conflito de interesses”. A HP informou ainda que Hurd havia “apresentado relatórios de despesas fraudulentos”.

Na Dell, no mês passado, a empresa pagou US $ 100 milhões para resolver problemas com acusações de fraude contábil apontados pela Securities and Exchange Commission, que examinou os últimos cinco anos de resultados financeiros da empresa. A SEC acusa a Dell de enganar seus investidores, por ter “jogado para baixo” o quanto a empresa chegou a ganhar com descontos nas compras de chips Intel. A fraude tinha por finalidade  cumprir suas metas de lucro. Michael S. Dell, fundador e chefe-executivo da Dell, concordou em pagar $ 4 milhões, mesmo não admitindo qualquer irregularidade.

Related posts

Leave a Comment