[Computex 2009] Touch Screen

Taipei / Taiwan – Desde os primeiros tempos da era PC, talvez o maior obstáculo à disseminação do computador tenha sido o teclado. Manejá-lo com maestria exige aprendizado e alguns anos de prática e nem todo usuário casual de computador está disposto a despender tanto esforço. Não é à toa que novos dispositivos de entrada têm sido testados, desde o mouse, que acabou por se transformar no fiel companheiro do teclado, até comandos de voz, que já estão integrados aos sistemas operacionais modernos.

Atualmente, sobretudo com o início da disseminação dos all in one e tablet PCs, começam a se popularizar telas sensíveis ao toque. E estão sendo bem aceitas pelo mercado.

[photoframe size=large desc='' align=center folder='wp-content/blogs.dir/33/files/computex-2009-touch-screen' filename='normal_touchscreen01.jpg']

O problema é como transformar uma tela comum em dispositivo sensível ao toque.

Ao que parece a NextWindow tem a solução. E uma solução razoavelmente simples: sobrepor à tela uma placa sensível ao toque.

Pena que não seja um produto que possa ser instalado pelo usuário final. A adaptação tem que ser feita na fábrica. Mas qualquer fabricante de monitores LCD pode recorrer à tecnologia TruRange da NextWindow para transformar suas telas em dispositivos de precisão sensíveis ao toque.

O sistema consiste em uma placa de material transparente e vidro com transmissão luminosa superior a 92% que drena uma corrente de apenas 100mA (e que, portanto, pode ser alimentada pela mesma fonte de uma porta USB) e que pode ser operada com o toque dos dedosmesmo de uma mão enluvada ? ou com um estilete. Aparece para o sistema operacional como um mouse (usa o mesmo driver) e funciona com qualquer hardware que aceite o sistema operacional Windows.

A NextWindow tem fornecido o sistema não apenas para computadores tipo all in one (toda a linha TouchSmart da HP usa o TruRange) como também para equipar monitores de grandes dimensões para sinalização eletrônica, quiosques, museus e feiras.

Uma solução inteligente, eficiente e barata.

Taí um bom produto no qual raramente reparamos, pois estamos sempre inclinados a pensar que a tecnologia faz parte do monitor, quando na verdade é uma solução independente.

B.Piropo

NOTA: O material postado acima é de autoria do Mestre Piropo que está cobrindo a COMPUTEX com exclusividade para o FÓRUM PCs.

JTB

Related posts

Leave a Comment