Computadores do senado flagrados com downloads ilegais

O Senado retirou da rede interna de computadores milhares de arquivos com músicas, filmes e jogos eletrônicos. Os recursos permitiam a qualquer servidor com senha da rede usufruir e até copiar o produto artístico, prática que viola direitos autorais.

A medida foi tomada depois da revelação feita nesta terça-feira (2) pelo Congresso em Foco, mostrando a disponibilidade gratuita de obras como Ensaio sobre a cegueira e Homem de Ferro e de discos de bandas como Pink Floyd e Black Eyed Peas.

O diretor-adjunto do Prodasen, Deomar Rosado, disse ao site que a Polícia Legislativa do Senado será acionada para investigar a divulgação não autorizada do material artístico, uma vez que, nesse caso, “bens públicos foram usados de forma indevida”.

Em nota encaminhada ao site, o Prodasen se exime da responsabilidade pela aplicação dos arquivos, dizendo que a ação teria sido individualizada. As medidas tomadas ontem (2) pelo Senado estão de acordo com o que disse à reportagem o professor de direito da Universidade de Brasília (UnB) e especialista em direito autoral Carlos Mathias de Souza.

…e ninguém sabe quem foi….

Related posts

Leave a Comment