Cientistas testam baterias movidas a bactérias!

Cientistas da Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas de Harvard (SEAS, em inglês) estão desenvolvendo um carregador de bateria capaz de reaproveitar a energia produzida por microorganismos presentes no solo.

O dispositivo utilizado pela equipe captura elétrons liberados durante o processo metabólico dos micróbios. A ideia já é testada em laboratório há mais de um ano e tem dado certo. Por enquanto, a tecnologia foi usada para fornecer energia apenas a lâmpadas do tipo LED. O grupo escolheu a África Subsaariana como parte do estudo de campo e distribuirá algumas baterias, caso o projeto dê certo.

Nessa região do continente africano mais de 500 milhões de pessoas vivem sem energia elétrica em suas residências. De forma que a maior parte dos 22% domicílios que têm telefones móveis precisa percorrer longas distâncias para conseguir recarregar os aparelhos.

A intenção é que, futuramente, a própria população construa seus protótipos. Segundo matéria do site O Eco, a líder do projeto, Dra. Aviva Presser Ainden, afirma que é simples construí-los e os materiais estão disponíveis na região, como telas de janelas e latas de refrigerante. Além de simples a bateria tem custa  menos de um dólar. Acredita-se que a bateria movida a micróbios recarregue um telefone em até 24 horas.

Na África, o mercado de celulares é o que mais cresce mundialmente, pois esta é a única forma de comunicação barata que chega aos lugares mais remotos. Ainda assim, há centenas de milhares de pessoas que não usam o serviço devido à falta de acesso à energia elétrica. O projeto recebeu uma bolsa de cem mil dólares da Fundação Bill & Melinda Gates. Com informações do O Eco.

 

Related posts

Leave a Comment