Câmara adia pedido de intervenção na Telefônica

O pedido de intervenção da Anatel na Telefônica deveria ter sido rejeitado pela maioria dos deputados da comissão de Defesa do Consumidor. Depois de duas horas de discussão entre os parlamentares, uma definição foi adiada para a próxima quarta-feira, 07/10, e tudo indica que pode ser rejeitado.

O deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), autor do requerimento, preferiu adiar a votação, por medo de derrota. Como a presidência da Casa já convocara todos os deputados para votação no plenário, qualquer deliberação de comissões poderia ser anulada com uma simples reclamação de qualquer parlamentar.

A questão é política. Mesmo aprovado, o requerimento não obriga a Anatel a intervir na Telefônica. A ANATEL pode sair-se de cumprir a medida repetindo os mesmos argumentos que sustentam o fim da proibição das vendas do Speedy. Ou seja: que a empresa vem tomando providências para melhorar sua rede.

Related posts

Leave a Comment