Anatel cobra mais qualidade das operadoras

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) promoveu, no dia de hoje, uma reunião com os presidentes das prestadoras de Serviço Móvel Pessoal (SMP) com o objetivo de reduzir os índices de interrupções e reclamações quanto à qualidade do serviço. Para isso, a Superintendência de Serviços Privados (SPV) identificará os problemas de cada prestadora com vistas a encontrar uma solução planejada para o Sistema de Telecomunicações Brasileiro.

O Brasil conta, hoje, com mais de 152 milhões de celulares, dos quais 124 milhões (81,59%) são pré-pagos e 28 milhões (18,41%), pós-pagos. O Sistema de Coleta de Informações (SICI) da Anatel totalizou, em março de 2009, 1.352 interrupções – número que, em janeiro de 2007, era de 998 casos. O crescimento de interrupções foi de 35% entre esses registros – o que significa uma média de 45 interrupções por dia.

Outro indicador que preocupa a Agência é o SMP12, do Sistema de Gerenciamento de Indicadores de Qualidade (SGIQ), que avalia a quantidade de falhas e defeitos. Segundo o sistema, entre 2007 e 2008 foram verificadas mais de 1.700 falhas e defeitos com tempo de recuperação superior a 48 horas, o que significa que diversas áreas ficaram sem o serviço por mais de dois dias.

Entre as ações propostas pela Anatel para o aprimoramento do serviço está a criação de dois grupos de trabalho: um operacional de qualidade e outro estratégico. Com isso, será possível a adoção de medidas de curto prazo que melhorem os indicadores de desempenho e, também, o estabelecimento de ações preventivas que evitem a ocorrência ou o agravamento de futuros problemas sistêmicos.

admin

Você e sua moto! Nós amamos motos!

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *