Mercado 

VESPA E PIAGGIO AQUECERÃO O MERCADO NACIONAL DE SCOOTERS

Lançamentos

Com um cenário favorável, o que inclui o trânsito urbano a cada dia mais caótico e a aceitação deles como veículos ágeis e seguros, o mercado brasileiro de scooters está em uma fase ligeiramente ascendente. Basta lembrar que, recentemente, mostramos aqui mesmo novidades como os lançamentos dos modelos Yamaha N-Max, Honda SH 300i, Honda PCX e Dafra Fiddle III.

Agora, quem chega para aquecer ainda mais a briga pela numerosa fatia do mercado que passa a se encantar com os convenientes scooters são as tradicionais marcas Vespa e Piaggio, que volta ao mercado brasileiro pelas mão do Grupo Piaggio. A operação começa a ser estruturada já no segundo semestre deste ano por meio da Asset Beclley Investments Management, representante oficial da Piaggio no Brasil.

Vespa 946 inspira modernidade, mantendo estilo clássico

Vespa 946 inspira modernidade, mantendo estilo clássico

Segundo as informações divulgadas recentemente pela própria Asset, o objetivo do grupo italiano é estabelecer uma relação de longo prazo com o nosso País, o que significa, dentre outras coisas, a construção de um parque industrial capaz de abastecer todo o mercado local e também Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela. Desta forma, as motocicletas Vespa e Piaggio serão importadas apenas em uma fase inicial.

Grupo Piaggio pretende abrir parque industrial no Brasil, para as marcas Vespa e Piaggio

Grupo Piaggio pretende abrir parque industrial no Brasil, para as marcas Vespa e Piaggio

Boa maré

De acordo com as informações oficiais, a empresa quer aproveitar o bom momento que o segmento de motos urbanas vive no mundo, e sobretudo no Brasil, para fazer a expansão de suas marcas. Em 2009, o segmento de scooters e motonetas no Brasil ocupava 18% do total de motocicletas, número que saltou para 30% em 2015, com mais de 300 mil unidades vendidas, representando aumento superior a 60%. A empresa espera repetir na América Latina os bons resultados que possui no mundo.

Vespa GTS, assim como a 946, é um dos modelos produzidos atualmente pela marca

Vespa GTS, assim como a 946, é um dos modelos produzidos atualmente pela marca

Em 2015, as vendas líquidas do Grupo totalizaram 1,295 bilhão de euros (algo em torno de R$ 4,79 bilhões), crescimento de 6,8% em comparação ao ano anterior. Diante disto, detém a liderança no mercado europeu de duas rodas, com grau de participação de 15,2% de todo o segmento e de 24,1% do setor de scooters. Mantém, ainda, o primeiro lugar do mercado de scooters dos Estados Unidos, onde possui mais de 20% de participação.

Empresários otimistas

A operação será liderada por profissionais com experiência no mercado automotivo de quatro e duas rodas. O presidente será Longino Morawski, executivo que liderou a reestruturação da Harley-Davidson do Brasil, entre 2010 e 2015.  “Estamos trazendo ao Brasil o Grupo Piaggio, líder de mercado e precursor do segmento mundial de scooters, inaugurado com a Vespa em 1946, na Itália. É uma das únicas montadoras de moto internacionalmente relevante que ainda não estava presente no País e buscamos trazer para o mercado brasileiro a sofisticação e a modernidade dos nossos scooters, sem perdeu a tradição que representamos”, destacou Santo Magliacane, sócio do empreendimento.

Vespa e Piaggio no Motonline

No ar desde 1999 – período “jurássico” da informação pela internet no País, o Motonline, maior portal de motociclismo do Brasil, destacou por diversas vezes acontecimentos, lançamentos e relatos de amor envolvendo as marcas Vespa, Piaggio e seus admiradores. Hoje noticiamos a vindo para o Brasil oficialmente, mas em 2012 noticiamos que o Grupo Piaggio abriria um centro de design nos Estados Unidos. Antes disso, lá em 2006, destacamos quando a Vespa bateu seu recorde de produção ao vender 100 mil unidades. A motocicleta com a “etiqueta especial” foi uma GTS 250. Ainda sobre novidades no mercado, abordamos, em setembro de 2009, a volta da Vespa, quando a marca italianalançava a Vespa Primavera no Salão de Milão.

Vespa Primavera

Vespa Primavera

Você se lembra da Piaggio Mp3? Sim, aquela inovadora moto com três rodas. Apresentamos sua versão híbrida, em 2008, e também noticiamos quando uma dupla de pilotos desafiaria o scooter nas pistas, antes de seu lançamento comercial, em 2005. Outro grande lançamento da marca, mas desta vez com duas rodas, ocorreu em 2010, quando foi lançada a Piaggio X10, esbanjando luxo e conforto. Adivinha se a gente não noticiou esta também. Outro clássico da marca é o Piaggio Ape, que completou 60 anos em 2009 e também foi notícia no Motonline. Para ajudar sua memória, o modelo é uma espécie de híbrido entre scooter e veículo de transporte, muito comum em países como a Índia. Além disso, noticiamos aqui, por diversas vezes, eventos e encontros organizados por todo o Brasil, reunindo amantes das marcas italianas. Foi o caso, por exemplo, do Vespa e Paggio Day, ocorrido lá em 2008 na cidade de Paranapicaba (SP).

Piaggio X10: scooter referência em luxo e conforto

Piaggio X10: scooter referência em luxo e conforto

Saiba mais sobre as empresas

Fundado em 1884 por Rinaldo Piaggio, o Grupo Piaggio é o maior fabricante europeu de veículos motorizados de duas rodas e um dos líderes globais do setor. Sua sede fica em Pontedera, na Itália. Presente em mais de 65 mercados, possui sete plantas de produção distribuídas pela Europa e Ásia, contando com sete mil colaboradores em todo o mundo.

Já a Asset Beclley Investments Management atua nas principais praças brasileiras e possui experiência em trazer empresas internacionais para o mercado nacional. A companhia brasileira é sediada em São Paulo (SP)e se destaca por identificar oportunidades e posicionar empresas para crescimento em longo prazo. Seu objetivo é fomentar a atividade empresarial por meio de investimentos em organizações com grande capacidade de crescimento.

Separador_motos

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.