Motociclismo 

UNIÃO MOTORCYCLES Homenagem a Flávio Melo em 1 ano de seu falecimento

Posted by uniaomotorcycle On maio 9, 2013

Homenagem à Flávio Melo em 1 ano de seu falecimento

No último dia 01/05/2013 foi organizada uma homenagem a Flávio Melo no aniversário de 1 ano de seu falecimento em um acidente motociclístico. Foi feito um passeio motociclístico saindo de Fortaleza com destino ao local do acidente em Beberibe CE onde foi colocado uma Cruz com uma Placa em sua homenagem e feita uma pequena Celebração Religiosa. Wagner Duarte, organizador da homenagem, se emocionou ao relembrar momentos vividos com seu grande amigo Flávio Melo.

“Batalhador, exigente, reservado, cuidadoso, paizão. Flávio Melo sempre fez questão de ser um exemplo para as pessoas com quem conviveu. Desde pequeno sua mãe percebeu que havia nele um amor por velocidade. Velocidade e água.

Comprou sua primeira moto ainda adolescente, com o dinheiro que conseguiu juntar revendendo todo tipo de coisa. Mais velho, chegou a ir para a Venezuela buscar uma moto especial que ele botou na cabeça que queria. Voltou pilotando a moto pela Amazônia e acampando sozinho no meio do caminho. Quando ele botava uma coisa na cabeça, não tinha quem tirasse.

Apesar de ter nascido na Bahia, cresceu em Recife e sempre se considerou Pernambucano, tricolor apaixonado do Santa Cruz. Chegou a cursar engenharia mecânica na Universidade de Pernambuco, mas com o nascimento de seu filho Rodrigo, resolveu largar o curso e se dedicar mais ao trabalho. Mas isso não o impediu de ter um conhecimento técnico invejável, Flávio era um excelente autodidata e seu “saber de tudo” era de impressionar a qualquer um.

Sua paixão por motos era notável, mas em Recife ele era mais conhecido pelo surf. Quando foi trabalhar em Suape, decidiu morar na praia de Serrambi, não só porque ficava mais perto do porto, mas também para poder pegar uma onda todos os dias antes de trabalhar. Foi a realização de um sonho. Lá a sua casa era ponto de parada certa para os brothers compartilharem as histórias de alto mar.

Pelo surf e pelas motos, Flávio conheceu vários lugares, do Hawai à Indonésia, da Itália aos Estados Unidos. Sempre em busca da onda perfeita, da curva perfeita, ele soube aproveitar bem a vida.

Em 2003, a empresa onde ele trabalhava o transferiu para Fortaleza. Ficou complicado surfar com frequência, e para matar a saudade das ondas, ele se consolava com o skate long board. As motos então tomaram um espaço maior na sua vida.

Cansado de trabalhar na área de logística, Flávio decidiu que já era hora de abrir sua própria loja de motos, ai nasceu a RDM MOTOS, Revenda Autorizada Suzuki, e ela se tornou uma segunda casa para os motociclistas mais aficcionados de Fortaleza. Ali ele construiu uma família imensa de filhos e sobrinhos postiços, alguns até se intitularam netos, chamando-o de vovô Melo.

O cuidado dele ao mexer nas motos, ao indicar os capacetes e macacões, a precisão na calibragem, o carinho com que ele fazia a manutenção das motos são inigualáveis. Naquela loja ele se realizou profissionalmente e cativou vários corações com seus conselhos de amigo, piadas de tiozão, broncas de pai e agrados de avô.

E eis que o destino desse amante da água e da velocidade, pai, tutor, marido, desse ser humano ímpar no quesito de agregar importantes valores a todos que o rodeavam, quis que ele daqui se despedisse.

No dia 1º de maio de 2012, Flávio sofreu um acidente de moto, seu primeiro e último acidente. Apesar de respeitar muito a estrada e de ser extremamente cauteloso, a ponto de ser considerado chato de tão enfático que era com relação à segurança no trânsito, ele não sobreviveu.

Ele se foi, mas deixou para trás muitas lições valiosas, muitos exemplos a se seguir. Flávio com certeza ficará marcado na mente e nos corações de todos que tiveram a oportunidade de conviver com esse grande homem, essa pessoa inesquecível.”

Texto: Entiada Mariana

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.