Softwares abertos brasileiros podem ganhar tradução mundial

Começa a primeira etapa de internacionalização dos softwares livres disponíveis no Portal do Software Público Brasileiro — que disponibiliza os programas desenvolvidos por órgãos do governo do Brasil para quem se interessar.

Em 13 de fevereiro, será lançado, em Havana, durante a IV Oficina de Software Livre, um site onde os latino-americanos poderão mostrar os softwares do portal brasileiro pelos quais mais se interessam. Os dois softwares mais votados serão traduzidos para o espanhol e hospedados em um portal especial que deve ir ao ar na metade deste ano.

A enquete com os latino-americanos faz parte da campanha Software Público Internacional, que pretende tornar os softwares disponíveis no portal brasileiro, mais acessíveis ao público internacional e aumentar a colaboração entre os países. A campanha é uma iniciativa da RCSLA (Rede Colaborativa de Software Livre e Aberto) e é coordenada pelo PNUD com o apoio do Ministério do Planejamento e da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

Os programas disponíveis no portal do Brasil foram desenvolvidos por órgãos do governo e são usados para áreas como educação, saúde, tecnologia da informação e georreferenciamento.

No site, eles ficam à disposição de outras esferas do setor público e da sociedade em geral, que pode utiliza-los e ajudar a aperfeiçoa-los. Cada software tem uma comunidade de pessoas que contribuem, postam mensagens, discutem e fazem alterações nos códigos dos programas. Atualmente, porém, a participação de não brasileiros nessas comunidades é pequena.

A intenção é que, com a campanha de internacionalização, este quadro mude e os softwares sejam usados e aperfeiçoados também por pessoas de fora do país.

Maiores informações:

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.