Pesquisa: 49% das mulheres dos EUA prefere internet a sexo?

A dor-de-cabeça e a TV estão dividindo o lugar de honra na desculpa dada pelos parceiros para não fazerem sexo. A outra desculpa agora é a internet? Pesquisa da Intel trouxe um dado inusitado: A maioria dos adultos norte-americanos considera o acesso à internet essencial para o dia-a-dia,e quase metade das mulheres do país chega a preferir acessar a rede a assistir TV ou fazer sexo, segundo pesquisa realizada pela Harris Interactive.

Segundo o estudo 71% acreditam que é importante ou muito importante possuir dispositivos com acesso à internet, como laptops, netbooks e telefones celulares, principalmente em tempos de crise econômica. Em relação ao sexo, o acesso à internet foi considerado mais importante por praticamente metade das mulheres: 46%. A maioria dos homens parecem adotar outro comportamento: Apenas 30% preferem ficar sem sexo por duas semanas do que ficar sem ter como checar emails e notícias na rede durante o mesmo período. Para mulheres entre 18 e 34 anos, o percentual foi de 49%, enquanto para as mulheres entre 35 e 44 anos, foi de 52%. Para homens entre 18 e 34 anos, o percentual foi de 39%.

Enquanto uma metade das mulheres prefere acessar a internet em vez de fazer sexo, uma outra parte, parece que ainda adota a tradição da TV ou a dor-de-cabeça para trocar VHS(Várias Horas de Sexo) por DVD(Deita Vira e Dorme).No Brasil, por enquanto, estes números são bem diferentes. Aqui a maioria além de estar satisfeita com sua vida sexual, não trocaria um bom ‘chamego’ por horas na internet. Tomara que esta moda não pegue por aqui.

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.