Oi e Claro tentam acordo para aliviar multas

Oi e Claro foram ao Ministério da Justiça tentar um acordo que encerre as duas ações coletivas propostas pelo Sistema Nacional de Defesa do Consumidor, que pedem indenizações no valor de R$ 300 milhões para cada operadora por danos morais devido a má qualidade do atendimento aos clientes.

O presidente da Claro, João Cox, esteve com o ministro Tarso Genro na semana passada. Nesta terça, 11/08, a visita foi do presidente da Oi, Luiz Eduardo Falco, que pediu “um diálogo direto” com o governo.

Na prática, as empresas prometeram se adequar até o fim do ano ao Decreto 6523/08, que estipulou regras para o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC). Foi justamente por descumprimento das normas que as duas operadoras viraram alvo de ações subscritas por todos os Procons do país.

Pergunta básica: Já não era para terem se adequado?

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.