Morre o jornalista Rodolfo Espínola

Clique para Ampliar

Rodolfo Espínola atuou durante 35 anos como repórter do ´Estadão´
FOTO: CID BARBOSA

31/10/2010

Ele sofreu um infarto enquanto dirigia seu veículo. Desgovernado, o automóvel chocou-se contra um poste

Faleceu na tarde deste sábado (30), em Fortaleza, o jornalista e escritor Rodolfo Espínola, que atualmente, exercia o cargo de assessor de Comunicação Social da Secretaria Nacional dos Portos. Espínola sofreu um acidente de trânsito, por volta das 16h30, quando guiava seu automóvel pela Avenida Santos Dumont, na Praia do Futuro.

Segundo as primeiras informações colhidas pela Polícia no local do acidente, o jornalista teria se sentido mal e, logo em seguida, teria sofrido uma parada cardíaca. O veículo desgovernou-se e chocou-se contra um poste de iluminação pública. Espínola ainda foi socorrido com vida para um hospital próximo, onde, porém, não resistiu ao infarto. O sepultamento dele deverá ocorrer na tarde de hoje.

Repórter

Considerado um dos mais atuantes jornalistas brasileiros, Espínola exerceu, durante 35 anos, o cargo de repórter e correspondente do jornal ´O Estado de São Paulo´ no Ceará, com atuação nos demais Estados do Norte e Nordeste. Além de sua importante atuação no jornalismo brasileiro, ele era pesquisador e escritor. Em 2006, publicou o livro ´Vicente Pinzón e a descoberta do Brasil´, fruto de uma longa pesquisa histórica. Em maio último, o jornalista publicou a obra ´Caravelas, Jangadas e Navios´; histórias do Ceará.

Diário do Nordeste, Fortaleza – Ceará.

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.