Microsoft e Intel tomam duras medidas e realizam cortes.

Hoje, 1,4 mil funcionários da Microsoft foramdemitidos de seus postos de trabalho, informou empresa. As demissões devem seguir pelos próximos 18 meses, e significarão uma economia de cerca de US$ 1,5 bilhão para a companhia. A decisão da Microsoft é justificada em razão dos efeitos da crise, porém a Microsoft não forneceu ao mercado estimativas de receita e lucro para este ano fiscal. Em comunicado enviado aos funcionários, o presidente da empresa, Steve Ballmer, disse que a Microsoft não está “imune aos efeitos da economia”. Nos resultados divulgados nesta quinta, a companhia criadora do Windows apresentou queda de 11% no lucro no último trimestre.

No total, a empresa lucrou US$ 4,17 bilhões, ou 47 centavos de dólar por ação. A receita cresceu cerca de 1% em relação ao período anterior, e fechou em US$ 16,6 bilhões, abaixo dos US$ 17,1 bilhões esperados pelos analistas.Em nota de esclarecimento, a Microsoft Brasil negou que redução de quadros inclua cortes de funcionários no país.

Já a Intel deverá seguir os passos da Microsoft e segundo a companhia, poderão ser fechadas duas linhas de montagem em Penang, Malásia, e uma em Cavite, Filipinas. Também reduzirá a produção de Hillsboro, em Oregon, e paralisar algumas operações em Santa Clara, na Califórnia. As ações vão afetar entre 5 mil e 6 mil pessoas, mas nem todas as posições serão cortadas, disse a Intel em um comunicado. A fabricante de chips também informou que oferecerá para alguns desses funcionários postos em outras unidades. A reestruturação vai acontecer de agora até o final de 2009.

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.