Maioria dos consumidores fará compras de Natal pela internet

Mais de 85% dos consumidores pretendem fazer compras pela internet para o Natal deste ano. Com isso, o segmento de varejo on-line espera um crescimento de 45% nas vendas de final de ano com relação a 2006. Segundo a e-bit, a expectativa de faturamento é da ordem de R$ 1 bilhão, frente aos R$ 693 milhões do ano passado.

O período de vendas do Natal, compreendido entre os dias 15 de novembro e 23 de dezembro, é o mais importante do ano e o mais esperado pelo varejo, já que é responsável por aproximadamente 18% do faturamento do ano inteiro.

Pesquisa de preço

Como os preços dos produtos vendidos pela rede registraram, em média, deflação de 5,26% entre os meses de julho e outubro, segundo o índice e-flation, isso contribui para que o consumidor opte por fazer suas compras por esse canal.

Entretanto, de acordo com a pesquisa “Hábitos e Tendências de Consumo na internet” realizada no relatório semestral WebShoppers, quem compra pela web também pesquisa em lojas físicas. Em média, 40% dos consumidores em geral (todas as idades) pesquisam em lojas do varejo tradicional antes de adquirir um produto pela internet.

Intenção de compra

A queda da moeda norte-americana deve aquecer as vendas de produtos importados neste Natal, como eletroeletrônicos, celulares, computadores, notebooks, minigames, tocadores de MP3, TVs LCD e plasma, que devem elevar a quantidade de itens nas cestas de presentes dos consumidores virtuais.

“A queda do dólar vai aliviar o peso das compras de Natal este ano. Muitos dos produtos natalinos são importados ou têm como base produtos eletrônicos e, por causa disso, os preços irão colaborar com o aumento no faturamento”, afirma Pedro Guasti, diretor-geral da e-bit.

Outro fator que deve contribuir para o aquecimento das vendas virtuais são as políticas de crédito e parcelamento que se intensificam nessa época do ano, fazendo com que as compras de Natal se tornem ainda mais viáveis ao bolso dos consumidores brasileiros.

Produtos preferidos

Entre os produtos que os consumidores mais pretendem adquirir para o Natal, os livros, Cds e Dvds aparecem em 1º lugar, com 47,7% das intenções. Os eletroeletrônicos (32,7%) ficam em 2º lugar, seguidos por informática (27,6%) e telefonia e celulares (20,6%).

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.