LinkedIn é bloqueado na China!

Mais um bloqueado!

O site americano LinkedIn, rede social profissional na internet, anunciou nesta sexta-feira que está bloqueado na China, depois de ter sido o vetor de uma campanha pró-democracia virtual, inspirada na “revolução do jasmim” da Tunísia.

Uma convocação feita pela internet, inspirada nos movimentos de protesto no mundo árabe, convida os chineses a participar em protestos todos os domingos em 13 cidades para pedir maior transparência ao governo e liberdade de expressão.

As tentativas da AFP de acessar o LinkedIn em Pequim nesta sexta-feira foram infrutíferas. Criado na Califórnia em maio de 2003, o LinkedIn busca relacionar profissionais, que podem acessar contatos e ampliar a rede de informações. O LinkedIn tem 85 milhões de membros em 200 países, metade deles nos Estados Unidos.

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.