Estradas & Aventuras - Jan Messias Motociclismo 

JAN MESSIAS: Boqueirão de Lavras- Lavras da Mangabeira- Ce

O Boqueirão De Lavras se impõe sobre os visitantes, que ficam menores diante de tanta beleza. Em Lavras da Mangabeira, esse é um ponto de visita quase que obrigatório.

 

E o nosso blog pega a estrada nas asas da 125! A nossa
primeira aventura segue rumo à cidade de Lavras da Mangabeira, que fica a cerca de 100km de Iguatu, em busca de uma maravilha pouco conhecida de muita gente, o
Boqueirão de Lavras.
O boqueirão é um desses lugares fantásticos, de tirar o
fôlego. Trata-se de um Cânion escavado pelo Rio Salgado ao longo do tempo. Do
topo do paredão até a água, são cerca de 100 metros. A vista é fantástica. De
um lado vemos a cidade de Lavras e do outro vemos os campo se estenderem aos
nossos olhos. Há um pequeno restaurante no local e um estrutura ainda rústica
para receber os visitantes. Para quem gosta de acampar o dono do local permite
sem problemas. O melhor lugar é exatamente o topo. Imagino que uma noite ali
deve ser fantástica, com muitas estrelas, visto que há muito pouca iluminação.

Na estrada, rumo a Cedro.

 Enfim, um lugar que
vale a pena passar ao menos um dia, pois o banho nas águas tranqüilas do  Rio Salgado ajuda a relaxar. Na parte de
baixo do Boqueirão há uma árvore com uma corda que convida aos que gostam de
adrenalina se arriscarem a pular no rio. Acho que as fotos falam mais.

Para quem se animou e pensa em pegar a estrada, aqui vai
minha pequena narrativa do dia.

“Saí de Iguatu às 6 e meia da manhã. Além de chegar
mais cedo, pegar a estrada nesse horário evita o sol forte e o trânsito de
domingo entre as cidades. Aproveitei para fazer algumas fotos que vocês
conferem aqui e 

na nossa Fanpage.

Uma das Vantadens da estrada de terra é ter acesso a paisagens como essa, em Cedro.

 

A pista está impecável, o que permite manter
uma velocidade de 80km/h de forma segura e confortável, já que moto responde
bem à essa velocidade,   além de ser um percurso se muitas curvas ou
subidas perigosas. Durante a viagem também não vi animais na pista ou nas
proximidades, o conta mais ainda para a segurança. Como saí de Iguatu, a
primeira cidade antes do Boqueirão é Cedro.
Passando por lá, perguntei sobre como chegar e fiquei
sabendo de um caminho alternativo, que me economizaria cerca de 20km, já que
chegaria ao local sem passar por Lavras. A desvantagem, me disseram, era o fato
ser apenas estrada de terra. Pela aventura, decidi ir pelo caminho mais curto,
pegando a estrada.

Mesmo de Longe Já é Possível Ver o Lugar.

 

Muitos amigos que andam na 125 modelo urbano como o meu que
tem amortecedores curtos, preparados para o ambiente pavimentado da cidade fica
preocupado na hora de pegar estradas, mas com os devidos cuidados, não há
problemas e a valente 125 pode andar em qualquer terreno.

Igreja no distrito de Arrojado. Uma boa pausa para descansar à sombra da àrvore e apreciar a paisagem.

 Não me arrependo,
pois é por esses caminhos que se pode ver a vida do sertanejo acontecendo,
seguindo sem pressa, além da natureza solitária. Além disso, o caminho não é
ruim, mas há muitas bifurcações que podem confundir quem não conhece a região.

Vista do Boqueirão com o restaurante em primeiro plano para receber os visitantes.



Tive sorte de pegar informação com um senhor que soube informar de forma bem
direta: ‘Nas encruzilhadas, vá sempre à direita’. Inicialmente estranhei, e em
um dos pontos pensei em fazer diferente, mas a informação foi precisa e
preciosa. Cheguei ao Boqueirão sem transtornos. Chegando lá, soube que a
distância até Lavras da Mangabeira era de apenas 6km por uma estrada
pavimentada e decidi ir tomar o café da manhã na cidade.

Vista do topo do Boqueirão de Lavras.
Cidade pequena e
agradável. Tomei meu café e voltei ao boqueirão, aproveitando para fazer umas
fotos do topo do lugar. Depois desci e fui relaxar nas águas do Rio Salgado,
nadando tranqüilo entre as paredes de pedra.
Ao fim do dia arrumei minha bolsa e tomei o rumo de casa.
Para mim, a volta sempre é mais calma, já que não há aquela ansiedade de chegar
ao lugar desconhecido, e sim o desejo de chegar em casa.
Mais uma vez o transito foi traquilo. E a chegada em paz.”

Aos interessados em Acampar ou pernoitar no Boqueirão de Lavras é só ligar para o Sr. Bosco, dono da propriedade onde fica o boqueirão e da Pousada Brisa do Boqueirão, pelo telefone : 0(88) 9900 8544. Ele é super receptivo e está sempre à disposição dos visitantes.

Postagens Relacionadas

Leave a Comment