Harley-Davidson: A história de uma paixão. #Motos

Comecemos por alguns fatos históricos. Em 1916 o presidente dos USA, Wooddrow Wilson enviou “Black Jack”  numa Harley-Davidson para matar Pancho Villa na fronteira com o México.  A encomenda de 20 mil unidades para o US Army garantiu  a sobrevivência da marca durante a Depressão Americana. Na Primeira Guerra Mundial, foi uma Harley-Davidson equipada com um side-car(aquele carrinho que era colocado ao lado da moto), pilotada por um soldado americano (uma pessoa comum, portanto) o primeiro veículo aliado a entrar em solo alemão. Em 1921, no período entre guerras, a Harley voltou as pistas e tornou-se a primeira equipe a vencer uma prova de velocidade a mais de 100 milhas por hora. Depois do ataque a Pearl Harbor especializou-se em produzir motos para uso exclusivo militar. Na Segunda Guerra Mundial as Harley-Davidson brilharam mais uma vez, cerca de 90 mil motocicletas de 750 cilindradas foram entregues ao Exército Americano. Resistente e confiável essas motos podiam ser adaptadas para quase tudo. Muitas cerragavam um side-car equipado com metralhadoras.

Continue lendo no Motonline.

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.