Estudantes portugueses 'enganam' pais com a ajuda da Web

A maioria dos pais portugueses, com filhos estudantes entre os 9 e os 14 anos, pensam que os filhos usam a Internet para procurar informação. Mas um estudo revela exactamente o contrário.

“Se o seu filho passa muito tempo na Internet, desconfie”. As conclusões do “Estudo de Recepção dos Meios de Comunicação Social”, citado pela Lusa, revela que os estudantes usama Internet para entrar em sites de bate-papo e baixar músicas.

“A comparação das respostas dadas pelos estudantes e pelos encarregados de educação é extraordinariamente interessante”, aponta o coordenador geral do projeto. 84,1% do universo dos pais consultados pensam que os filhos “dão duro” à procura de informação na rede para trabalhos escolares, mas não é bem assim.11,1% dos jovens inquiridos confessarem ter usado a Web para aceder a sites pornográficos, fato admitido apenas por 0,7% dos pais. 70,6% dos encarregados de educação que responderam ao inquérito mostraram-se preocupados com a visita a sites de pornografia.

Refira-se que um outro estudo, divulgado em Setembro, pelo Projecto Eu Kids Online, concluiu que

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.