Em nota, Telefônica garante que reclamações caíram 30%

A Telefônica vive momentos difíceis diante de tantas ações contra ela que acabaram com a aplicação de multas. Além disso, o inferno astral causado pelo descuido da empresa com a qualidade dos seus serviços ainda sofreu outro duro golpe ao ter a venda das assinaturas do serviço Speedy suspensas pela Anatel. Recentemente a empresa ganhou o apoio do Ministro das Comunicações que acabou gerando muita reclamação por parte dos usuários pela atitude do ministro.

Porém, a Telefônica não desistee informou nesta sexta-feira (24) que o número de reclamações, pedidos de reparo e consultas sobre o serviço caiu cerca de 30%. Foram 4,6 milhões em junho, contra 5,3 milhões em maio, de acordo com a nota. O pico das reclamações aconteceu em fevereiro e abril, quando a média de reclamações ficou na casa dos 6,5 milhões.

As vendas de novas assinaturas do Speedy estão suspensas desde 23 de junho pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e ficarão assim até que a qualidade do serviço seja restabelecido ou que a Anatel volte atrás.

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.