Dicas importantes em relação a lubrificantes para #motos

– Procure optar, desde a aquisição da motocicleta, por um tipo de óleo (mineral ou sintético). Caso seja uma moto usada, tente manter a característica adotada pelo antigo dono.

– Se a opção de troca for por intervalos curtos (antes do previsto pela fabricante da motoca), o ideal é fazer a mudança do filtro de óleo “vez sim, vez não”. Caso contrário, troque sempre o filtro.

– Não misture óleo sintético com mineral. Há algumas marcas de sintético que não se misturam ao mineral.

– Use sempre um óleo de boa qualidade, já que as temperaturas do país são bastante variáveis. Portanto, o fluido precisa ser bastante forte e resistente para as nossas condições climáticas.

– Deixe o óleo escorrer o maior tempo possível. Para certificar que todo o fluido foi despejado, coloque a moto na posição vertical ou abaixe e levante a traseira para escorrer o “restinho”.

– Não exagere na quantidade de óleo. Mantenha o nível apenas no máximo da marcação. Óleo em excesso prejudica uma série de coisas em seu motor, como a vida dos retentores.

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.