DESTAQUES VIAGEM AO FIM DO MUNDO 

Diário de Viagem – VIAGEM AO FIM DO MUNDO

11990420_10206509546315127_9213255583997061866_n

Vai começar a expedição Viagem ao Fim do Mundo e o Você e Sua Moto estará junto na bagagem registrando tudo para você. Diariamente você acompanha aqui em foto, video e texto a viagem que foi planejada com todo carino pelo Perez Silveira e sua esposa Daniela,  Sergio Brito e Isabel. Venha conosco. Comece curtindo os preparativos!

[tribulant_slideshow gallery_id=”3″]

Dia D (Faltando 4 meses para o início da viagem)

Prezadas amigas e amigos do Facebook. Como sempre fazemos em nossas viagens, vamos postar sempre que possível o antes, o durante e o depois das nossas aventuras. Dessa vez o projeto é irmos de moto ao Fim do Mundo ou seja, até Ushuaia (Argentina), no extremo austral da América do Sul.
Planejamos partir no dia primeiro de janeiro de 2016 e retornar no dia trinta, depois de percorremos cerca de 11000 km. Na perna de ida a ideia é ir partindo de Porto Alegre para Montevideo e na Argentina seguir pela ruta 03, bordeando o atlântico até Ushuaia e na volta pela ruta 40 bordeando a cordilheira dos Andes, sem antes passarmos por Porvenir, Punta Arenas e Torres del Paine, todas no Chile.
Seremos dois casais, Sergio Brito e Isabel, Daniela e eu, ambos com motos BMW F800 GS. A limitação dos companheiros deve-se a facilidade de conseguir hospedagens, mesas em restaurantes, reduzir tempo de parada (pit stop) etc. que para dois casais é mais fácil do que para um grupo numeroso.

 

Dia D (Faltando 3 meses para o início da viagem)

Faltam três meses para o início da Viagem ao Fim do Mundo. A preparação para a viagem inclui: Definição do pré-roteiro, orçamento, condicionamento físico (pilates, musculação, etc.), curso de pilotagem off road (com o Ismael Andrade), curso de manutenção para longas viagens (com o Marcio Mallmann, Lorinho dos Aros, prof. Maurício e Marcelo Teles), check up médico, vacinas, conversa com amigos que já fizeram essa viagem, leitura de posts e livros de viajantes pela região, preparação das motos (bagageiros, banco, pneus, protetores, revisões, etc), roupas e acessórios próprios para a região, viagens de treinamento (pit stop de abastecimento, uso dos comunicadores e GPS), reserva dos hotéis apenas nas principais cidades , documentação pessoal e da moto entre outras providências.
O roteiro já está pré definido mas aceita modificações. Porto Alegre, Montevidéu, Bahia Blanca, Puerto Madryn, Rio Gallegos, Ushuaia, Punta Arenas, Torres Del Paine, El Calafate, Perito Moreno, Bariloche, Mendoza, Córdoba, Santa Fé, Uruguaiana, Porto Alegre.

Dia D (Faltando 2 meses para o início da viagem)

Faltam dois meses para o início da nossa aventura pelo fim do mundo. Os problemas começam a aparecer e vamos resolvendo um a um. Para começar, no final de setembro, treinando numa trilha na serra de Uruburetama caímos com a moto e quebrei o dedão do pé esquerdo, vou ficar “de molho” cerca de um mês e meio e isso me leva a outro problema. Como não estou andando na moto não vou ter quilometragem suficiente para fazer a revisão dos 20.000 km antes da viagem. Já levei esse problema à revenda BMW e eles prontamente ficaram de ajudar a resolver. No começo de outubro Daniela e eu fomos a São Paulo visitar o Salão Duas Rodas onde tivemos a oportunidade de adquirir alguns itens que faltavam do nosso vestuário e da moto. Lá, assistimos à palestra do motociclista Guga Dias (Diário de motocicleta) e tiramos com ele muitas dúvidas sobre a empreitada.
Meu companheiro de viagem Sergio Brito e eu conseguimos resolver o problema de combustível das motos com a instalação de um tanque auxiliar de 13 litros o que nos dá uma autonomia de 450-500 quilômetros, mas agora estamos com outro problema, o suporte de fixação dos bauletos laterais não cabem mais devido o tanque auxiliar. Vamos resolver isso na próxima semana.
Consegui encontrar e comprar pneus mais resistentes para a moto (Continental Contitrail attack) mas quando o Brito foi comprar, estes haviam acabado no estoque do único fornecedor que encontramos no Brasil. Vamos decidir qual a melhor opção dos que temos no mercado. O ideal seria que fossemos com os pneus iguais para que o desgaste também fosse igual em ambas as motos.
Já estou providenciando a legalização da Autorização de Viagem da financeira da minha moto junto ao ministério das relações exteriores do Brasil e nas embaixadas dos países que iremos visitar. Já consegui a do Uruguai com o cônsul uruguaio aqui em Fortaleza.
Daniela já fez as reservas em todos os hotéis nas cidades que iremos com certeza pernoitar. Alguns hotéis não foram reservados, pois não sabemos exatamente o dia em que iremos estar nas respectivas cidades.
Bem amigos, a trabalheira está aumentando à medida que se avizinha o dia D, mas com planejamento e a colaboração de todos da equipe chegaremos tranquilos lá.

Dia D (Faltando 15 dias para o início da viagem)

Estão faltando duas semanas para o início da nossa aventura ao Fim do Mundo.  Todos nós estamos muito ansiosos, contando os minutos para o dia da partida chegar. Os preparativos finais estão em andamento. Para aumentar o conforto elevei o guidom e engrossei as manoplas da moto com grip de raquete de tênis. Prontas, as motos foram embarcadas numa cegonha e foram direto para Porto Alegre aonde chegaram ontem “sãs e salvas” (rsrsrs). Vamos mandá-las para a casa do nosso amigo Paulo Rocha que prontamente se dispôs a guardá-las até irmos buscá-las.

Através do nosso amigo e motociclista Eduardo  Hilgert, de Brasília, conseguimos além da autorização de viagem da minha moto pelas embaixadas do Chile e Argentina, um importante apoio institucional do Agregado Naval y de Defensa da Embaixada Argentina.

Recentemente Isabel e Brito receberam experientes motociclistas em sua maravilhosa casa para uma buchada de carneiro. Foram muito valiosas as dicas de viagem que recebemos do Augusto Rocha, Luiz Almeida, JB, Marcelo Teles e Ismael Andrade, professor Maurício e seu  filho Alex. Agradecemos a todos!

Agora resta esperar  e aproveitar para finalizar os detalhes da viagem tais como aquisição de moedas estrangeiras, seguros de saúde, arrumar a tralha nos bauletos e revisar, revisar e revisar o plano da viagem.

Dia D (Faltando 26 dias para o início da viagem)

Amigas e amigos do Facebook. Esse último mês foi de muita tensão, pois tínhamos que finalizar a preparação da moto até o começo de dezembro, pois é quando vamos embarcar as motos para Porto Alegre, nosso ponto de partida para a aventura no Fim do Mundo.
Refizemos nosso roteiro e decidimos incluir um trecho da viagem pela Carretera Austral (Chile), considerada uma das mais belas estradas do mundo. Vamos acessá-la por Chile Chico e seguiremos até Futaleufú, onde voltaremos a Argentina. Essa estrada é quase toda no rípio, a “temível” piçarra andina que derruba até os mais cautelosos motociclistas.
Tivemos uma “aula” com nosso amigo e motociclista JB (João Batista) sobre os rádios intercomunicadores Scala Rider e aproveitamos para configurá-los para podermos conversar entre nós.
Por ocasião do encontro de motos em Guaramiranga no mês passado, Brito e eu descemos a serra de Baturité e fizemos um treino com as motos carregadas e com as nossas respectivas “garupeiras”. Esse treino contou ainda com cerca de 90 quilômetros off road feito pela CE 356 partindo de Aracoiaba (CE 060) até Patos na CE 138 e retorno pelo asfalto via Barreira – Acarape. Pudemos sentir o comportamento das motos em curvas fechadas, retões de asfalto e piçarra com direito a bastante “costela de vaca” e ainda testar a comunicação entre nós através dos intercomunicadores instalados nos nossos capacetes.
Como nem tudo são flores, quando fui tirar minha Permissão Internacional para Dirigir (PID) no DETRAN, descobri que estava com 22 pontos na CNH. E o pior, Brito também estava com 21 pontos!! Resolvemos o problema e já estamos com nossas respectivas PID.
Bem, gente! As motos estão prontas para o embarque que acontecerá no início da próxima semana. Bauletos, alforges e top cases instalados, pneus trocados por uns mais resistentes, GPS instalado e atualizado, faróis de neblina instalados e alinhados, som, revisão mecânica feita na BMW, pastilhas dos freios novas, etc., etc. e mesmo sem ser exigido, vamos levar passaporte e atestado de vacinação contra febre amarela.
Até breve!

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.