Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

readers 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

Em meados dos anos 2000, os e-readers, ou leitores digitais, chegaram com a promessa de revolucionar o modo como a humanidade leu livros até hoje. Interativos e portáteis, os aparelhos, cada vez mais baratos nos EUA. E lojas como a norte-americana Amazon já vendem mais livros digitais do que físicos.

No Brasil, entretanto, o mercado de ebooks e de e-readers ainda engatinha. Pesquisa da consultoria GfK aponta que 67% dos brasileiros não sabem o que é um ebook. Mas a formação de uma aliança entre editoras para alavancar a digitalização de obras e o início das vendas de ebooks por grandes livrarias mostram que esse venário tem chances de se transformar em curto tempo. É nesse contexto que entram no mercado brasileiro os primeiros e-readers, tanto importados quanto de criação 100% nacional.

Conheça sete modelos de leitores de livros eletrônicos que podem ser comprados no Brasil, e outros sete que fazem sucesso no exterior.

Kindle 3

Kindle 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

Lançado em 2007, o Kindle, da Amazon, é um dos e-readers mais vendidos do mundo.

O Brasil está entre os países para os quais a Amazon envia o Kindle, mas as taxas de entrega e de impostos de importação acabam elevando muito o preço final para o consumidor brasileiro. Tamanho da tela: 6″
Peso: 241 gramas
Site oficial

Kindle DX

kindle dx 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

O Kindle DX difere do Kindle original principalmente por conta do tamanho da tela, uma das maiores entre os e-readers mais conhecidos. A característica agrada aos que preferem uma área de leitura maior, mas o aparelho acaba sendo  mais pesado e, portanto, menos portátil do que a versão principal do e-reader da Amazon.

Tamanho da tela: 9,7″
Peso: 536 gramas

Site oficial

Alfa

Alfa 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

O Alfa, da Positivo Informática, tem causado boa impressão. Apresentado na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, o aparelho nacional mostra que pode competir com o Kindle, trazendo recursos mais avançados, como tela touch-screen e slot para cartão de memória, em um hardware ligeiramente mais leve que o concorrente da Amazon. Totalmente adaptado para o mercado brasileiro, o Alfa ainda tem as vantagens de ter menus em português e de vir com o Dicionário Aurélio instalado de fábrica. As desvatagens ficam por conta do preço, que chega a ser mais elevado que a importação do Kindle, e a falta de conectividade Wi-Fi ou 3G.

Tamanho da tela: 6″
Peso: 240 gramas
Site oficial

Leitor-D

leitor d 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitaisO Leitor-D é outro equipamento desenvolvido no Brasil e, da mesma forma que o Alfa, também foi lançado na última Bienal Internacional do Livro de São Paulo. O e-reader foi criado pela pernambucana Mix Tecnologia em parceria com a Carpe Diem Edições e Produções. Um grande diferencial do produto são as ferramentas voltadas para estudantes, que auxiliam no aprendizado. O Leitor-D pode ser comprado online e tem frete grátis para todo o Brasil, mas o preço também fica no patamar dos demais e-readers.

Tamanho da tela: 6″
Peso: 260 gramas

Site oficial

Story

iriver 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

Outro estreante no mercado brasileiro é o coreano iRiver Story, que começou a ser vendido no início de agosto pela rede de livrarias Saraiva. As características são bastante comuns a outros aparelhos. O preço, novamente, ainda é um pouco proibitivo para um público consumidor de livros.

Tamanho da tela: 6″
Peso: 284 gramas

Site oficial

Cool-er

Cooler 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

O Cool-er foi o primeiro e-reader a entrar oficialmente no mercado brasileiro, por meio da livraria virtual Gato Sabido. Embora mais básico que o Kindle, é visto como um forte concorrente no segmento por conta da compatibilidade com diversos formatos, o peso mínimo – um dos mais leves dentre os e-readers mais conhecidos -, e, finalmente, a plataforma de livros digitais, uma das primeiras do Brasil, desenvolvida em parceria com o site de comércio eletrônico Submarino.

Tamanho da tela: 6″
Peso: 178 gramas

Site oficial

Novel

novel 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

Fabricado pela norte-americana Pandigital, o aparelho será representado em território brasileiro pela Tecnoworld, que já pensa até em fabricar unidades do produto. Com display em LCD, que difere da tecnologia e-ink da maioria dos e-readers, o Novel é anunciado como um “leitor de e-books com características de tablet”. Além de rodar livros, ele exibe imagens, reproduz arquivos de áudio e até vídeo.

Nos Estados Unidos, o aparelho ainda vem com um software para acesso à loja de e-books da Barnes & Noble. A Tecnoworld espera lançar o e-reader no Brasil até  final de outubro.

Tamanho da tela: 7″
Peso: 538 gramas
Preço sugerido: R$ 899
Site oficial

Nook

nook 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

Principal concorrente do Kindle, o Nook foi lançado no fim de 2009. De cara chama a atenção por trazer dois displays diferentes: a tela de 6″ de e-ink que exibe o conteúdo dos livros digitais, e um espaço menor, colorido e sensível ao toque que serve para mostrar menus. Fora isso, ele traz slot para cartão microSD e foi o primeiro a trazer conectividade Wi-Fi, o que acabou forçando a Amazon a fazer o mesmo. A concorrência entre as duas gigantes no mercado de livros nos Estados Unidos também é a responsável pela queda nos preços dos produtos de ambas as empresas.

Infelizmente a plataforma de venda de livros da Barnes & Noble não funciona em território nacional, de modo que mesmo quem consegue comprar o aparelho em outro país, acaba não podendo utilizá-lo plenamente no Brasil.

Tamanho da tela: 6″
Peso: 329 gramas (Wi-Fi)/343 gramas (Wi-Fi+3G)

Site oficial

Sony Reader Pocket Edition

sony pocket 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

A Sony foi a pioneira na indústria de e-readers com a tecnologia de tinta eletrônica, ainda em 2006. Várias versões depois, a empresa mantém três modelos da linha de leitores digitais à venda: o Reader Pocket Edition, o Daily Edition e o Touch Edition.

Como o nome diz, o Pocket Edition é o menor e-reader e, ao mesmo tempo, o mais básico. Com tela menor, menos contraste, capacidade interna de apenas 512MB e sem touch-screen, o aparelho se destaca em um quesito na linha da Sony: o preço. Diante do Kindle e do Nook, entretanto, traz poucas vantagens, destacando-se pelo tamanho reduzido e pelo slot para Memory Stik Duo e cartão SD.

Tamanho da tela: 5″
Peso: 220 gramas

Site oficial

Sony Reader Daily Edition

sony daily 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

Dos leitores da Sony, o Daily Edition é o mais robusto, embora não chegue a ser considerado grande. O aparelho tem tela de 7″, pesa 361 gramas e tem conexão 3G. Acessa uma plataforma de livros própria da Sony, que também é compartilhada pelos demais aparelhos da fabricante, mas também é capaz de ler diversos formatos de arquivos. Infelizmente não é vendido oficialmente no Brasil.

Tamanho da tela: 7″
Peso: 361 gramas

Site oficial

Sony Reader Touch Edition

sony touch 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

O Touch, terceiro e-reader da família da Sony traz características semelhantes ao Pocket, mas, como o nome diz, pode ser controlado por meio da tela touch-screen. Ele também é um pouco maior, com a tela padrão de 6″ e peso de 286 gramas. Como os demais leitores da fabricante, não é comercializado oficialmente no Brasil.

Tamanho da tela: 6″
Peso: 286 gramas

Site oficial

Kobo eReader

kobo 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

Bastante simples, o eReader da Kobo traz o essencial para um leitor de livros digitais. Pode se conectar por Bluetooth para transferência de arquivos e lê cartões de memória SD. Por enquanto é vendido no Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Estados Unidos, e o preço compete com os de grandes marcas de e-readers.

Tamanho da tela: 6″
Peso: 221 gramas

Site oficial

Neo

neo 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

O Neo não é o único e-reader da holandesa Bebook, mas é o destaque entre os modelos da empresa, que ainda fabrica os aparelhos One e Mini. Segundo a própria companhia, o Neo é o equipamento mais rápido do mercado na realização de buscas e de operação. Diferente dos demais e-readers apresentados até aqui, é controlado por uma caneta stylus touch-screen ao invés de usar teclado ou o toque dos dedos.

Tamanho da tela: 6″
Peso: 298 gramas

Site oficial

iPad

ipad 600 Compare 14 modelos de leitores de livros digitais

Embora esteja mais direcionado ao público de computadores portáteis, o tablet PC iPad entra na lista de e-readers por trazer uma experiência bastante diferente na leitura de livros, principalmente por conta da interatividade. Tanto é que faz parte da propaganda da própria Apple o uso do tablet como leitor de livros digitais.

Se por um lado a alta resolução e a infinidade de cores garantem uma exibição melhor de imagens e animações, por outro, a luz traseira acaba por tornar a leitura mais cansativa do que em e-readers que utilizam a tecnologia de tinta eletrônica. Uma boa vantagem do iPad é a grande compatibilidade com formatos de arquivos. Até a Amazon e a Barnes & Noble têm aplicativos para compra de livros de suas plataformas por meio do tablet da Apple.

Por enquanto, a expectativa é que o aparelho comece a ser vendido no Brasil a partir de outubro. Ainda não há uma previsão de preços.

Tamanho da tela: 9,7″
Peso: 680 gramas (Wi-Fi)/730 gramas (Wi-Fi+3G

Fonte: Blog Passando a Régua

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.