DESTAQUES Eventos & Feiras 

Como organizar seu evento: MARKETING

Motociclismo Responsável
Motociclismo Responsável

Chegou a hora de como promover a imagem do seu evento. Há uma corrente de motociclistas que defende que eventos dessa categoria não devem ser abertos ao público. É um grande erro. A melhor maneira de promover uma filosofia é dar publicidade e buscar interação com a comunidade.

Um dos segredos do sucesso dos eventos que fizemos foi essa preocupação. A população precisava saber que apesar das nossas roupas pretas, caveiras, tatuagens e motos que saíram dos filmes somos bons garotos e amamos a liberdade e fazer amigos. Claro que mexer conosco é outra coisa.

A interação com a população da cidade favorece obter patrocínios e apoios importantes, além de gerar receita para a cidade – o que agrada profundamente as associações de empresários e governos municipais.

Patrocinado
Patrocinado

Todo patrocínio e apoio precisam retornar e todo evento tem que ter uma imagem e principalmente RESULTADOS! Não falo do ganho dos organizadores. Se eles trabalham, merecem ganhar sua grana. Falo do dinheiro novo que circulará na cidade e como isso influenciará futuramente a filosofia do motociclismo na cidade.

Em Iguatu depois do evento, o número de motos de média e alta cilindrada, da cidade, quadruplicaram em relação a primeira edição. Novas bandas de rock apareceram, a quantidade de motoclubes, no município, quintuplicou em quatro anos e até motoclube feminino levantou bandeira. Além disso, a rede hoteleira é testemunha do sucesso quando lota. Se todos ganham, o evento é bem-vindo e o marketing é um dos grandes segredos.

Para que dê certo você precisa contar com ajuda profissional de quem tem intimidade com o meio e sabe como promover a marca do evento como produto. Sim, um evento é um produto. Tem marca, tem subprodutos, tem receitas e despesas. Há um preconceito contra isso, mas é só preconceito. Não se faz um evento que envolva a cidade sem marketing e isso não é para amadores.

Lembre-se que ninguém colocará dinheiro em uma ideia que não gere retorno, pois não vão conseguir justificar um novo investimento no ano seguinte se não houve retorno.

Um bom marketing exige várias coisas e um plano de ação à parte. Imagine que existem centenas de eventos e milhares de informações circulando nas redes sociais e nos grupos de WhatsApp, se essa ação não atingir o máximo de pessoas e na frequência certa, poucos vão saber do seu evento.

Muito cuidado com alguns erros, tais como, a superexposição da marca e do cartaz. Planeje a divulgação, seja criativo e técnico. A informação boa é aquela que chega sempre nova. Uma peça divulgada por mais de 3 vezes perde força e acaba caindo no esquecimento. O melhor é planejar toda a divulgação e isso é coisa para profissionais.

Muitos dizem que marketing é caro. Sim, pode ser, mas não é uma verdade absoluta. Há várias maneiras de fazer isso a um baixo custo e com bons resultados. Anunciar na TV pode ser impossível, mas um bom trabalho de assessoria de imprensa pode obter resultados melhores que uma ação publicitária na TV. Tudo vai depender do projeto que foi feito para seu evento. Anote essa verdade: projeto ruim, evento ruim. Projeto bom pode vir a se transformar em um evento ruim por má administração, mas se for feito da forma como está sendo proposto, a chance de dar errado é bem pequena.

O seu marketing tem que vender além da imagem do seu evento, a imagem da cidade onde ele acontece. As pessoas não vão passar o dia na área do evento. Cuide de vender a cidade aos visitantes. Crie atrações, enfim, cuide para que ninguém fique parado sem fazer nada, a não ser que seja uma decisão do motociclista.

Outra parte importante é saber usar corretamente as ferramentas de comunicação em uma sequência que dê a sensação de que o evento está sendo montado para recebê-lo. Há uma infinidade de ações, ferramentas e modelos que podem ser utilizados para isso. Uma boa equipe de comunicação e marketing saberá como fazer e o que usar e em que sequência.

Veja que comunicação e marketing jamais podem ser ligados à manipulação. Nunca! Mentir, exagerar nas tintas, só trará problemas. A melhor maneira é manter a empolgação, a vibração, mas sempre em cima da verdade e nunca usar perfumaria, pois as pessoas vão perceber e não vão gostar, pois se sentirão enganadas.

Cuide para que a qualidade das peças publicitárias sejam boas e de boa qualidade. Produza as próprias fotos ou as compre de fotógrafos profissionais. Produza seu material de forma inédita, inclusive a sua marca. Nada de pegar da internet e dar uma ajustada nela. Se ela for protegida por direitos autorais, (aquela marca d’água que eles colocam na foto) o uso indevido, mesmo em parte, pode acarretar grandes dores de cabeça. Seja criativo!

As peças amadoras não empolgam e passam a mesma sensação de amadorismo para os visitantes, mesmo que eles deem os devidos descontos. As pessoas, independente da filosofia que carreguem e da tradição que defendam gostam de ver e de participar de coisas bem-feitas. Isso é fato!

Marketing de eventos não é como bolo de padaria, mesmo que tenha na sua composição o ovo, o leite e o trigo; sal e açúcar. Mesmo sabendo que qualquer pessoa consiga fazer um bolo, a diferença é que aqueles bolos que se come mais de um pedaço e que ainda levamos para casa, têm seus segredos e o maior de todos é fazer perceber e desconfiar que aquele bolo foi feito para você, pois terá um gosto diferente. Assim é o marketing do seu evento. Há a receita básica, mas o melhor bolo é um segredo de profissionais. Não arrisque. Uma vez feito e visto os resultados você nunca mais deixará de fazer.

Outra dica é licenciar a marca. Mas isso só deve ser feito quando seu evento ficou bem popular. Adotar venda de camisas pode ser um erro e isso não é a finalidade do seu evento. Usar a venda de camisas para cobrir despesas é um risco alto. Melhor licenciar. Falaremos disso em outro artigo onde trataremos do assunto – fontes de receita.

E uma dica de ouro: NUNCA feche seu evento! Eventos abertos ao público são sempre melhores. Envolver a população faz toda a diferença e nada de limitar a participação para coletados, escudados etc. A festa é de motociclistas e muitos não fazem parte de motoclubes, rodam sozinhos ou em grupos de amigos e fazer isso é antipatizar o evento para quem decidiu ser apenas motociclista e não motociclista escudado e coletado. É uma decisão que pertence a cada motociclista e ninguém deve interferir nisso em nome de uma tradição que vem de longa data. Importante lembrar que motoclubismo surgiu no Brasil em 1927 e na América alguns anos depois e a tradição inicial foi participar de corridas. Não feche seu evento. O motociclismo é uma contracultura, não pode ser excludente. Quanto mais amantes das duas rodas vierem para o nosso lado, mais fortes seremos.

Bom evento! Por que o melhor evento do mundo é o seu!

APOIADO POR NETO LUBRIFICANTES e GARANHÕES DO ASFALTO MG

Se quiser falar conosco envie e-mail para voceesuamoto@gmail.com ou wsap 85999398956.

logo_onlineO Você e Sua Moto produziu três edições do Iguatu Moto Fest e uma edição do Iguatu Moto Week – o maior evento motoclubista do Ceará. Na lista existem os motoindoor de Quixadá (em parceria com Motosnet)  e Ubajara; a série de eventos experimentais The Eagle Bike Show, Eusébio Moto Fest 2015, Iguatemi Biker for Like, Outbikers Off Outlet, Várzea Alegre Moto Fest dentre outros voltados para o mototurismo e eventos de ações sociais. Nossa intenção com esta série de matérias é ajudar com dicas importantes para que seu evento motoclubista seja um sucesso.

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.