Coisas de "B.I.O.S" ?

Há alguns dias eu passei a me deparar com algumas situações que fazia um bom tempo que estavam fora da minha rotina diária. São os problemas com os clientes que não conhecem ou não sabem operar as máquinas que compram.

São várias histórias ou estórias, dependendo de quem conta e de quem vê. Há poucos dias um cliente comprou uma TV LCD e dois dias depois retorna reclamando que o produto que ele comprou não estava funcionando. A empresa foi até o cliente e a TV funcionava corretamente. Perguntado o que estava acontecendo ele disse que havia comprado uma TV para que, quando saísse de casa, a TV gravasse a novela. Ninguém entendeu, mas o cliente explicou que um amigo havia informado que TVs com FULL HD tinham dentro dela (sic) um HD que gravava a programação quando a TV era desligada. O técnico ficou espantado e disse que aquele modelo não tinha este recurso. O vendedor foi contatado para saber o que o cliente havia pedido e acabaram descobrindo que ele chegou e pediu uma TV LCD que tivesse FULL HD. Foi atendido. Foi explicado ao cliente que o FULL HD significava Full High Definition e nada tem a ver com Full Hard Drive e que o recurso que ele desejava não existia com esse nome. Depois de muita explicação o cliente ficou indignado. A empresa entendeu o problema e trocou o aparelho. O dito amigo que fez a indicação além de ouvir um monte de *&¨¨%&*¨$$$@@@#@$ ainda perdeu a amizade do revoltado cliente.

Problemas de B.I.O.S-Na gíria de técnicos de informática seria “Bicho Ignorante Operando o Sistema”. A sigla é dura, mas é muito usada. Pior do que cometer enganos é aquele cliente que chega à loja e pede um produto que não existe e faz o possível para mostrar que ‘entende’ do assunto. Outro dia uma cliente entrou numa loja e pediu uma memória para computador igualzinha a que ela estava segurando. O técnico parou, olhou… e perguntou gentilmente: Senhora, o que a deseja não seria uma fonte?-A resposta foi clara: -“NÃO! Eu quero uma memória!” O técnico pegou uma memória de verdade e apresentou a cliente que recusou, pois ‘aquilo’ não era uma ‘memória’. Evitando um ‘barraco’ o técnico procurou saber quem tinha recomendado comprar aquela peça-a resposta foi rápida: -“O meu técnico!” O técnico da loja pegou o telefone e ligou para o técnico da cliente que disse que “Havia pedido que ela comprasse uma fonte igual a aquela e uma memória para computador conforme estava escrito no papel que ele havia deixado com ela.” O técnico pediu o papel à cliente e para espanto dele a cliente o havia perdido e deu a seguinte desculpa: -“Meu filho, eu tenho boa memória!” O técnico passou o telefone para a cliente falar com o técnico dela e nenhuma palavra a mais foi dita. Nem por parte do cliente, nem por parte do técnico. A cliente saiu com um sorriso amarelo em direção ao caixa, pagou à vista e não pediu desconto.

Certa vez um cliente comprou um pen-drive e ao chegar em casa ligou reclamando que “haviam vendido a ele o produto errado”. Perguntado sobre o problema o cliente informou que “simplesmente ele não encaixa no buraquinho…”. A pergunta foi clássica:-“por favor, tente puxar uma das extremidades da ponta do seu pen-drive”. O cliente puxou e disse:-“Achei…!”.

Os problemas de B.I.O.S. também recebem outro nome. Muitas vezes o cliente conhece o suficiente para não passar por estes vexames. Mas passa. Numa delas o cliente ligou reclamando que a rede não funcionava e que deveria ser culpa da placa de fax/modem que ele havia comprado. O técnico pediu ao cliente que identificasse o cabo: “Cor azul!” informou o cliente. O técnico pediu que verificasse a parte traseira do computador e que tirasse o cabo de um ‘buraquinho’ e em seguida desse uma pequena sacudida e ligasse em outro que ficava ao lado. Foi feito e a máquina conectou na rede. Curioso, o cliente perguntou o que havia acontecido. O técnico estava com pouca paciência e arrematou: “Fio entupido, senhor. Já desentupiu.”

A falta de paciência também é outro fator.Recebo muitas estórias e ‘causos’ como diria meu amigo Xandó. Confesso que algumas desatam em mim uma descontrolada gargalhada que me faz bem, principalmente naqueles dias em que tudo parece dar errado.

Selecionei algumas destas estórias e gostaria de dividi-las com vocês. Todos nós sabemos que as ligações dos call centers destinados a help desk, pelo menos em alguns deles, as ligações são gravadas e numa dessas a impaciência do operador lhe custou o emprego. Segue o diálogo (sic) entre o ex-funcionário e o cliente da empresa. Particularmente não acredito que seja verdade, mas que é hilário isso é:

– Empresa ‘X’,posso ajudar?

– Sim, bem… estou tendo problema com o Word.

– Que tipo de problema?

– Bem, eu estava digitando e, de repente, todas as palavras sumiram!

– Sumiram?

– Elas desapareceram. Nada.

– Nada?

– Está preta. Não aceita nada que eu digite.

– Você ainda está no Word ou já saiu?

– Como posso saber?

– Você vê o Prompt C: na tela?

– O que é esse ‘promete-se’?

– Esquece… Você consegue mover o cursor pela tela?

– Não há cursor algum. Eu te disse, ele não aceita nada que eu digite.

– Seu monitor tem um indicador de força?

– Ah, não, tá muito escuro aqui!

– Escuro?

– Sim.

– Bom, acenda a luz então!

– Não posso.

– Por que não?

– Porque estamos sem energia.

– Estão…. sem energia…?

Longa pausa…

– Ah! ok, descobrimos o problema agora! Você ainda tem a caixa de

papelão e os manuais que vieram com o seu micro?

– Sim, estão no armário.

– Bom! Então, você desconecta o seu sistema, pega tudo, empacota e leva de volta para a loja.

– Sério?? O problema é tão grave assim?

– Sim, sem dúvida! Disse o operador.

– Bom, então tá. E o que eu digo na loja?

– Diga que seu computador teve um problema de B.I.O.S!!!

– E o que é isso?

– Bicho Ignorante Operando o Sistema…

Pesquisando por ai encontrei outros tantos causos. Separei alguns. Um usuário (brax) do Hardmob trouxe um ‘causo’ que eu considero uma pérola. Importante: todos eles estão na íntegra-até com alguns erros de português (que eu chamo de linguagem da net) para ser o mais fiel possível. Leiam:

“Ae, uma época eu fiz estágio em uma provedora de internet aqui em Brasília, fazia de td lá desde manutenção de micro até suporte por telefone, essas coisas. Um dia recebi uma ligação às 8 da noite mais ou menos, era senhora que utilizava o serviço da provedora, só que agente prestava suporte de tudo lá. A mulher me disse que tinha feito um disquete com backup de fotos ou algo do gênero, e que logo depois não tinha conseguido acessar o disquete em outra máquina, eu dei algumas dicas q nem me lembro quais, sei que não deu certo…aí eu pedi encarecidamente que ela me enviasse uma cópia do mesmo disquete para analisar…já que ela não queria me enviar de modo algum o original…bom até aí tudo bem, estranho e super hilário foi quando no dia seguinte aparece um motoboy, na porta da empresa, com uma entrega da pessoa X ai eu me lembrei do nome da mulher, falei ixi…é o disquete…que nada! Era um envelope todo bonitinho, eu abri e vi que não havia disquete algum, apenas uma folha A4…tirei a folha…com o q eu me deparei???? Com a cópia (XEROX!!) do disquete…como se não bastasse a copia ainda era frente e verso…ISSO É VERDADE.”

Em outro post encontramos coisas bem interessantes. “Bem, trabalho no Help Desk de uma das maiores Cias. de Seguro Brazuca (mas num vem ao caso contar qual, heheh). Bem, prestamos suporte por telefone para os corretores que utilizam o softer da nossa Cia. e tal. Bem, o que ocorre é que o sistema trabalha tanto em mono qto. rede. Me liga uma corretora e começa o atendimento:

EU – Cia “Patropi”, bom dia!

Ela – Olá Cris, blz?

Eu – Tudo, em que posso ajuda-la?

Ela – É que meu sistema esta com seguinte erro: F:diretorioarquivo.mdb is not a valid path.

Obvio que é um problema com a rede e o drive do que acessa a unidade da rede não esta mapeado), mas poderia ser simplesmente que tb o mapeamento estivesse correto mas a Rede estivesse com algum problema, entam resolvo verificar se a maquina esta acessando a Rede…

Eu – Sra., por gentileza, a senhora consegue enxergar o servidor desta estação?

Ela – Infelizmente não… ele fica EM OUTRA SALA… !!!!

Auhahuauhauha !! Tive que “pedir um momento”, colocar a mulher na espera e RACHAR DE TANTO RIR !!!”

[n]E não acabou por aqui. Leia esta do ‘gustavo_np’:[/n]

“Pessoal … vou pegar os classificados do jornal aqui da minha cidade….

IMPERDÍVEL PROMOÇÃO

Pente IV 1.5Gb compativel com ATX e HD de 4Ghz por 5x de R$700, também fazemos manutenção de micros.

Eu pensando: proc 1.5gb? hd 4ghz? quem será que tem manutenção feita por eles?

VENDO PENTIUM 200MMX

c/modem 56k HD 2Gb, CDrom de 48x, 48 RAM DE MEMORIA (???) s/ monitor. Tudo isto por apenas R$1.250, é pegar ou largar.

Eu pensando: com essa grana eu monto 10 desse… ¬¬

COMPUTADORES DUROS

Vendemos estes incríveis processadores que superam a tecnologia dos Pentiuns 4. Nossos preços estão a partir de R$300, confira!

Eu pensando: quanto custam os computadores moles? (???)

COMPRO COMPUTADORES

Compro todos tipos de máquinas com o processador inteiro. Troco por video games também.

Eu pensando: será que alguém tem pc com meio processador?

MANUTENÇÃO

Fazemos manutenções a todos tipos de micro computadores e impressoras, orçamentos de graça, diária do equipamento de apenas R$80 reais.

Eu pensando: legal, vamos todos pagar 80 pila pro nosso pc ficar um noite lá. Quanto será o pernoite?

INACREDITAVEL

ISSO MESMO! Voce pode ter um Karaoke em sua casa sem ter que pagar milhões em equipamento, para isto basta ter um computador. Todos programas são grátis. Instalação: R$120.”

E se você acha que já acabou… NÃO! Tem mais! Para encerrar a minha parte vejam esta outra raridade que eu também considero do imaginário virtual popular.

HELP DESK: ‘Suporte do seu Provedor de Internet, bom dia. O que deseja?’

CLIENTE: ‘Moço, a Internet também abre aos domingos?’

Confesso e me penitencio por este ‘pecado’, pois há tempos que desejava tocar no assunto e agora me senti tentado a provocá-los, caríssimos leitores, a contarem também um pouco das histórias ou estórias que sabem ou que ouviram.

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.