DESTAQUES EDITORIAL Segurança 

A ressaca pode te derrubar, motociclista!

Dr. André Pereira em primeiro plano em viagem com os amigos
Dr. André Pereira, em primeiro plano, em viagem com amigos. “Nada de beber viajando! E quando parar, cuidado para não sofrer e correr riscos com a ressaca.” Destaca o cardiologista e motociclista

Nem todo mundo tem problema com ressaca, mas quem tem sofre e mesmo quem não tem sofre de outra forma. A bebida causa desidratação e o organismo leva horas para eliminar o álcool e tudo que você jogou para dentro durante a festa. A ressaca e seus efeitos podem te derrubar, inclusive da moto.

Não basta apenas estacionar a moto no hotel e beber, dormir e depois acordar e pegar a estrada. Para evitar a ressaca você precisa tomar alguns cuidados importantes. Apesar de cada organismo reagir de uma forma diferente, aqui vão algumas dicas que podem te ajudar.

O Você e Sua Moto conversou com o Dr André Pereira, Motociclista, Cardiologista e Terapia Intensiva. O Dr. André (Dedé como é mais conhecido entre os motociclistas) explica em detalhes em uma linguagem fácil de entender por que a ressaca pode ser ainda pior do que você pensa. Mesclamos os áudios no texto da matéria para que você possa ouvir os conselhos do médico-motociclista.

ÁUDIO 1 – “Dr André Pereira, Motociclista e Cardiologista e Terapia Intensiva – O Mito da Ressaca”

Antes de beber tome água. Ela ajuda a diluir o efeito da bebida, inclusive a cerveja.

Bebidas destiladas requerem que a cada três doses um copo de água seja tomado, pois ajuda a eliminar o álcool.

O fígado sofre e trabalha mais pois precisa metabolizar o álcool e isso ajuda a queimar algumas de suas reservas, inclusive açúcar.

ÁUDIO 2 – “Estudo na Inglaterra comprova os malefícios da ressaca – Dr André Pereira, Motociclista e Cardiologista e Terapia Intensiva”.

Comer enquanto bebe é uma boa alternativa, mas precisa tomar cuidado com isso. Alguns tira-gostos e petiscos pesados darão ainda mais trabalho ao sistema digestivo e isso inclui o fígado que já está na luta para eliminar o álcool. A dica é tira gostos a base de frutas ou de petiscos leves. Uma cachacinha com frutas cai bem, mas cerveja com feijoada…. é pesado.

Antes de parar de beber e ir dormir é bom fazer uma refeição leve. Um suco, uns caldos caem bem. Beba água antes de dormir.

Pela manhã beba um copo d’água em jejum. Se puder tome pelo menos 300 ml de água. Isso vai ajudar a acelerar o metabolismo do organismo que esteve lento à noite em razão do sono. Esse copo d’água ajuda inclusive a reduzir o efeito de álcool no sangue.

ÁUDIO 3 – “Não é só o bafômetro! Dr André Pereira, Motociclista e Cardiologista e Terapia Intensiva”

No café da manhã, acorde cedo. Alimente-se a base de frutas e proteína e depois volte ao quarto e descanse por pelo menos uma hora. Tome um banho, beba água e prepare-se para pegar a estrada.

Nas paradas uma Coca-Cola vai bem. Ela tem sal, açúcar, água e a cafeína um estimulante semelhante a Taurina presente nos Red Bulls. Além disso ela ajuda a reter líquido o que reduz o efeito da desidratação resultante da noite de bebedeira.

ÁUDIO 4 – “O álcool e a hipoglicemia – Dr André Pereira, Motociclista e Cardiologista e Terapia Intensiva”.

Lembre-se que antes de pegar a estrada você precisará estar pelo menos oito horas sem beber, mesmo tendo seguido todas as nossas dicas. Não esqueça que o álcool ainda estará no seu organismo e inclusive nos seus pulmões e são eles que vão mandar a informação que ainda tem álcool no sangue quando a polícia te parar e pedir o teste do bafômetro.

ÁUDIO 5 – “O Estudo publicado no jornal inglês The Telegraph – Dr André Pereira, Motociclista e Cardiologista e Terapia Intensiva”.

Dr. André Pereira e sua esposa, Thais Matos. Motociclistas também.
Dr. André Pereira e sua esposa, Thais Matos. Motociclistas também.

Alguns amigos perderam a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) por isso. Beberam, dormiram e se alimentaram mal; tomaram café às pressas e ainda desidratados pegaram a estrada debaixo de quilos de equipamentos e sob um calor dos infernos. Tudo isso tira reflexos, causa sono e se somar desidratação com hipoglicemia será chão na certa. O resto você sabe o que pode acontecer.

A festa não termina quando você dorme, se você bebeu. Ela ainda continua no seu organismo por algumas boas horas e você precisa ajudar a desmontar todo o álcool que você bebeu.

A festa não acaba quando termina. Ainda tem uma estrada pela frente. E festa boa é quando você chega na sua casa em paz, inteiro e sem perder sua CNH, sua moto e sua vida.

ressaca

Postagens Relacionadas

Leave a Comment

error: Não pode ser copiado. Pode ser impresso e compartilhado.